0 comentários

Ferrari 335 S Scaglietti Spider poderá tornar-se no automóvel mais caro de sempre em leilão

por em 7 Janeiro, 2016
 

Recorda-se do Ferrari 250 GTO Berlinetta que foi vendido em leilão por 34,6 milhões de dólares em 2014? Pois bem, a Artcurial Motors acredita que encontrou o que automóvel perfeito para superar este recorde e tornar-se no automóvel mais caro de sempre vendido em leilão.

Trata-se de um Ferrari 335 S Spider Scaglietti de 1957, que chegou a ser conduzido por Stirling Moss no Grande Prémio de Cuba em 1958. Este modelo chegou a deter o recorde de tempo por volta em Le Mans, tendo serviço a Scuderia Ferrari durante a época de 1957, quando muitas das provas eram realizadas em estradas públicas, que por não estarem devidamente preparadas em termos de segurança, eram um risco tremendo não só para o piloto como para os espectadores das provas.

Um destes modelos, em 1957, chegou a sofrer um aparatoso acidente durante a clássica Mille Miglia, matando tanto o piloto como 9 espectadores, situação que levou a que a corrida fosse posteriormente cancelada. Independentemente do historial, a leiloeira espera conseguir entre 32 e 34 milhões de dólares, podendo este valor subir significativamente, de forma a superar o anterior recorde de 34,6 milhões.

Além deste modelo, a Artcurial Motors terá em leilão outros impressionantes e apetecíveis modelos, como um Ferrari 250 GT SWB Berlinetta de 1963, que foi propriedade do Rei de Marrocos (que poderá atingir os 13 milhões de dólares), ou o Ferrari Testarossa Spider, o único Testarossa descapotável alguma vez criado, que foi uma prenda dada pela Ferrari a Gianni Agnelli (antigo presidente da Fiat) em 1986 (espera-se que atinja 1 milhão de dólares).

1986 ferrari testarossa spider