0 comentários

Peterhansel e Peugeot vitoriosos no Dakar 2016

por em 20 Janeiro, 2016
 

Stéphane Peterhansel, ou Mr. Dakar como é conhecido pelos adeptos da prova, venceu a edição de 2016 do Dakar, que uniu a Argentina e Bolívia. Esta foi a 12º vitória de Peterhansel, que conquistou 6 vitórias em duas rodas (1991, 1992, 1993, 1995, 1997 e 1998) e 6 em automóveis (2004, 2005, 2007, 2012, 2013 e 2016), com o seu navegador Jean-Paul Cottret. O pódio nos automóveis terminou com a presença de Nasser Al-Attiyah e Matthieu Baumel no All4 Racing Mini da equipa X-Raid, e Giniel de Villiers e Dirk Von Zitzewitz, na Toyota Hilux da equipa Toyota Gazoo Racing South Africa.

Após um ano para esquecer, em 2016 a Peugeot foi a grande vencedora desta prova (quinta vez na sua história e 26 anos depois da última vitória), enquanto equipa, ao conseguir terminar com 3 das quatro viaturas que iniciaram a prova. Cyril Despres e David Castera, que tiveram um andamento mais contigo que os restantes companheiros de equipa, terminaram a prova na 7ª posição, tendo Sebástien Loeb e Daniel Elena terminado na 9ª posição, após um capotamento na 8ª etapa. Só Carlos Sainz, que teve um problema mecânico na 10ª etapa, foi obrigado a desistir da prova.

Nas duas rodas, a vitória coube ao Australiano Koby Price da KTM, com um total de 48:09:15, tendo o pódio sido completado pelo companheiro de equipa Stefan Svitko (Eslováquia) e Pablo Quintanilla, um piloto Chileno da Husqvarna. O melhor português em prova foi Helder Rodrigues, que terminou na 5ª posição, após a desistência de Paulo Gonçalves, que foi vítima de uma aparatosa queda no início da 11ª etapa (entre La Rioja e San Juan, na Argentina), que chegou a perder a consciência e foi evacuado de helicóptero para um hospital local, onde foi diagnosticado um traumatismo craniano moderado.

Em termos de camiões, a vitória coube à equipa Petronas Team de Rooy, com o seu Powerstar Iveco, e os pilotos Gerar de Rooy, Moises Torrallardona e Darek Rodewald. O pódio terminou com o Kamaz 4326 de Airat Mardeev, Aydar Belyaev e Dmitriy Svistunov, e o segundo Powerstar Iveco da La Gloriosa Team de Rooy Iveco, com Federico Villagra, Jorge Perez Companc e Andres Memi.

Stephane Peterhansel, Jean Paul Cottret