0 comentários

Bentley e Diesel… sim, esta associação já existe, mas é por uma boa causa.

por em 27 Setembro, 2016
 

Com quase 100 anos de existência, e Bentley é uma marca britânica que sempre esteve associada a automóveis de luxo e competição automóvel, razão pelo qual a palavra diesel era uma espécie de tabu em Crewe. Bem, era, uma vez que a marca britânica, actualmente propriedade do Grupo Volkswagen, acaba de lançar o seu primeiro SUV (uma heresia) associado ao primeiro motor diesel da marca (dupla heresia).

Mas antes que começe a procurar no Google pelo exorcista mais próximo, convém explicar-lhe que secalhar esta associação até faz algum sentido. Designado como Bentayga Diesel, o primeiro SUV da Bentley passa a recorrer a um poderoso 4.0 V8 com 32 válvulas e tripla sobrealimentação, que garante ao enorme SUV de 2390kg de peso atinja os 100 km/h em apenas 4,8 segundos, e uma velocidade máxima de 270 km/h, graças aos 435 cv de potência e 900 Nm de binário máximo.

Este binário possui a particularidade de estar disponível, por inteiro, logo às 1000 rpm, um feito só possível graças à aplicação de um compressor eléctrico de 48 volts, que consegue alcançar um pleno rendimento em escassos 30 milionésimos de segundo, eliminando assim qualquer atraso é habitual com os turbos tradicionais (como os dois que este Bentley tem).

bentley-bentayga-diesel_02

Apesar do elevado rendimento, fruto também da associação da transmissão automática ZF de oito velocidades, o Bentley Bentayga consegue realizar médias de consumo combinado de 7,9 litros por cada 100 km, que associado a um sistema de redução catalítico selectivo (SCR) permite reduzir significativamente as emissões, estando a marca a anunciar apenas 210 g/km de emissões de CO2, e uma autonomia que ultrapassa os 1000 quilómetros.

De resto o Bentayga diesel recorre ao mesmo design, luxo e requinte da versão W12 a gasolina já lançada, existindo apenas pequenos elementos estilísticos a distinguir as versões, como a aplicação da sigla V8 Diesel na soleira da porta dianteira, duas saídas duplas de escape de formato achatado, grelha matrix preta com contorno e faixa central cromada e umas elegantes jantes de 20 polegadas de 10 raios, sendo possível optar pelas jantes de 21 polegadas da Mulliner Driving Specification, com acabamentos em prata ou cinzento nos raios e no aro.

No interior o destaque recai nos novos materiais, como o Liquid Amber, que permite criar uma superfície pura e elegante que se estende por todo o habitáculo, sendo cada uma das quinze peças moldadas por artesões, de forma a permitir um acabamento mais rigoroso, um detalhe típico da marca. As primeiras entregas deste Bentayga Diesel decorrerão em 2017 para o mercado Europeu, seguindo-se os mercados Russos, África do Sul, Austrália, Nova Zelândia e Taiwan. Quanto a preços, nenhum valor foi anunciado, mas visto estarmos a falar num Bentley, quem é que está preocupado com isso?

bentley-bentayga-diesel_03