0 comentários

Partimos à aventura no Mazda AWD Xperience

por em 3 Janeiro, 2017
 

Foi, no mínimo, um evento original aquele proporcionado pela Mazda, que decidiu reunir num espaço excelente nos arredores de Barcelona (Herdade Les Comes) todos os seus modelos com tracção às quatro rodas, permitindo assim que tirássemos partido das surpreendentes capacidades, mas não sem antes nos colocarem à prova enquanto desportistas ou adeptos de desportos radicais.

Para tal tivemos o prazer de contar com a presença de Ferran Latorre, um profissional que conseguiu escalar as mais altas montanhas do mundo, como o Evereste, K2 e muitas outras. A sua ajuda e orientação foi fundamental para desfrutarmos das provas reservadas para a primeira parte do dia, que dependeram apenas das capacidades físicas de cada um para conseguirmos escalar uma parede de um edifício com quatro pisos, ou fazer slide numa distância considerável.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Terminando a parte dos desafios pessoais, chegou a vez de desafiar os veículos Mazda disponíveis, o pequeno CX-3, a carrinha Mazda 6 e o CX-5. Antes de iniciarmos as actividades, fomos informados que todos os modelos disponíveis no local estavam equipados com a tecnologia i-ACTIV AWD, um sistema de tracção integral pertencente ao pacote tecnológico SKYACTIV. Esta solução permite adaptar a resposta da viatura tendo em conta as necessidades do momento, permitindo assim garantir uma excelente tracção em qualquer ocasião, garantindo assim um bom comportamento dinâmico, como uma condução mais segura.

Começando pelo pequeno CX-3, este surpreendente crossover da Mazda equipado com a motorização SKYACTIV-D 1.5 de 105 cavalos percorreu um percurso em terra batida que contava com a presença de elementos como arbustos, troncos, pedra, gravilha e até mesmo lama, tendo o mesmo desempenhado todo o trajecto de forma exemplar. Este percurso acabaria mais tarde por ser repetido, em parte, pela carrinha Mazda 6 (equipada com o motor SKYACTIV-D 2.2 de 175 cavalos), embora sem o trajecto com a lama, tendo sido optada uma volta mais longa, que permitiu desfrutar da paisagem do local.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Mas não seria a última vez que estaríamos perante o Mazda CX-3, pois mais tarde iriamos visitar uma pista de terra batida improvisada, na qual se encontrava um Mazda CX-3 devidamente preparado para provas de Rallycross, com a introdução de uma motorização a gasolina mais potente, com escape desportivo, suspensão desportiva e rodas com pneus de competição. Este modelo seria conduzido por Guy Wilks, um piloto de Rallycross profissional britânico, que demonstrou todas as capacidades do CX-3 enquanto veículo de competição. Posso afirmar que este surpreendeu, pela positiva, ficando o desejo de um dia poder voltar a repetir a experiência, numa prova “a sério”.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para terminarmos o dia em grande, tivemos a prova final, na qual utilizámos o Mazda CX-5, com a motorização SKYACTIV-D 2.2 de 175 cavalos, que realizou uma prova criada de forma a tirar total partido das capacidades todo-o-terreno deste modelo, com subidas com uma inclinação elevada, ou uma descida assustadora. O mais interessante destas provas foi a de podermos comprovar que tirando o caso do CX-3 preparado para competição, todos estes veículos são modelos de produção sem qualquer tipo de preparação ou adaptação, tendo sido utilizados posteriormente utilizados em estrada, como se nada fosse.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Recordamos que a aplicação do sistema de tracção i-ACTIV AWD implica um aumento de preço de 3.529 euros no CX-3 (disponível apenas no nível de equipamento Excellence), 5.968 euros para o CX-5 (disponível apenas na versão Excellence e implica a mudança da motorização de 150 para 175 cavalos) e 5.010 euros para a carrinha Mazda 6 (disponível apenas na versão Excellence).