0 comentários

Se tiver um Tesla, cuidado com os acidentes

por em 10 Março, 2017
 

Se ser proprietário de um Tesla é, de certa forma, um privilégio por se tratar de um dos mais fascinantes automóveis do mercado, a realidade é que também poderá ser uma tremenda dor de cabeça, especialmente se for algo descuidado ao volante, ou tiver o azar de sofrer um embate. Segundo um artigo publicado pelo Mashable.com, existem proprietários que precisaram de recorrer às oficinas da Tesla, e estão à espera da resolução dos seus problemas à mais de 5 meses.

Aparentemente, e segundo um relatório publicado pelo The Economist, grande parte dos componentes utilizados pelos seus modelos são fabricados pela própria Tesla, sendo estes maioritariamente utilizados para os modelos produzidos para comercialização, não existindo grande stock para os serviços de assistência.

Se esta situação ocorre numa fase em que a Tesla tem uma produção algo limitada (produziu 83.922 unidades em 2016) com apenas dois modelos, o Model S e o Model X, quando o Model 3 chegar ao mercado, a situação poderá ser ainda mais complicada, uma vez que os responsáveis acreditam que pretende produzir 500.000 unidades em 2018. São inúmeros os casos divulgados nas redes sociais, como no Reddit e nos foruns da Tesla, mas existem situações que revelam situações complicadas para proprietários que tiveram o azar de sofrer um acidente que envolva a necessidade de substituição de peças dos seus veículos.

Uma dessas situações é a de Tim Dorr, um proprietário de um Model S em Atlanta, que sofreu um embate a 3 de Outubro de 2016, e embora a estimativa de reparação da viatura fosse entre Dezembro e Janeiro (três meses depois da entrada na oficina da rede oficial Tesla), Tim continua à espera. Aparentemente qualquer resolução que não envolva componentes poderá ser resolvida de forma quase imediata, mas não os casos que envolvam peças de substituição, visto a Tesla não ter capacidade de produção de suficientes componentes para alimentar a linha de produção e o stock de peças para assistência.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta