Cockpit
1481 visualizações 0 comentários

Mercedes-Benz Classe C 250d Cabrio – Elegância a céu aberto

por em 6 Fevereiro, 2017
 

Depois de testar os primeiros três formatos do actual Classe C, Limousine, Station e Coupé, chegou a vez de testar aquela que será a versão mais elegante e desejada de todas, a versão Cabriolet, que utiliza a versão Coupé como base para aquele que é um dos automóveis descapotáveis mais bonitos do momento.

É certo que, pessoalmente, a minha opinião sobre a actual gama do Classe C tem altos e baixos, nem mesmo eu consigo ficar indiferente à elegância desta versão. Externamente sempre achei o Classe C brilhante, por permitir, na perfeição aquilo que se espera deste modelo, uma recriação “à escala” da referência da marca, o topo de gama Classe S. Honestamente até considero o Classe C melhor conseguido, como um todo, que o modelo do segmento superior, o Classe E, que parece ter perdido a forte personalidade que sempre teve.

Voltando ao Classe C Cabrio, este modelo combina, na perfeição (a meu ver) todo o luxo moderno que estamos habituados a associar a uma marca como a Mercedes-Benz a um toque de juventude, através das linhas dinâmicas, que neste caso em concreto são intensificadas com esta combinação da carroçaria em branco com elementos estilísticos do pacote AMG.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Claro que tudo isto ocorre quando temos a capota recolhida, embora esta acabe por combinar na perfeição, em termos de elegância, graças ao facto de ser em lona e colorida (em preto, vermelho, castanho ou azul), e por permitir que a sua actuação, totalmente eléctrica, ocorra em apenas 20 segundos e a velocidades até aos 50 km/h. Escusado será de dizer que esta capota, embora em lona, possui as necessárias camadas adicionais de isolamento térmico e acústico para que não se sinta arrependido por não ter optado pela versão Coupé.

Se por fora o Classe C Cabrio é apaixonante, no interior a minha opinião diverge um pouco. Muitos criticam a colocação do ecrã do sistema de infoentretenimento no topo da consola, algo que a meu ver até faz sentido, pois evita um grande desvio do olhar de quem vai a conduzir caso esteja a usar o sistema de navegação. Porém, onde o interior do Classe C me desilude é na qualidade de alguns plásticos e alguma da montagem, que está alguns níveis abaixo dos seus rivais directos, como os modelos da Audi, embora a marca de Ingolstadt não tenha ainda lançado (ou revelado) o futuro A5 Cabrio.

Felizmente este modelo em concreto do parque de imprensa da Mercedes-Benz Portugal vinha muito bem equipado, eliminando assim parte do problema ao usar aplicações em fibra de carbono, de qualidade significativamente superior aos plásticos utilizados como base. Como habitual em qualquer modelo descapotável da Mercedes-Benz, também o Classe C Cabrio pode receber o excelente sistema AirScarf, que adiciona uma saída de ar aquecido na base do encosto de cabeça dos bancos dianteiros, para manter o pescoço dos ocupantes dianteiros aquecido, tornando possível a utilização deste modelo durante o Inverno com a capota recolhida.

Em termos de condução, este modelo vinha equipado com a motorização de topo a diesel, o C 250d, acompanhado pela caixa 9G-Tronic de 9 velocidades. Com um total de 204 cavalos, esta combinação permite um andamento suave tranquilo para um passeio de fim-de-semana, ou para um andamento mais rápido, para quem preferir um comportamento mais dinâmico, sem implicar os “defeitos” dos veículos desportivos, como a suspensão demasiado rígida. Aliás, esta combinação consegue esconder na perfeição o peso total da estrutura, que acrescenta 125 kg à estrutura do Coupé, devido aos reforços de rigidez da carroçaria.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 243 km/h
Capacidade 2143 cc Aceleração (0-100 km/h) 7,2 s
Potência 204 cv (3800 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 500 Nm (1600 rpm) Urbano (anunciado) 5,4
Transmissão Extra-urbano (anunciado) 4,5
Tracção Traseira Combinado (anunciada) 4,9
Caixa Automática de 9 velocidades Emissões CO2 124 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.) 4686 / 1810 / 1409 mm Valor base €59 700
Peso 1770 kg Valor viatura testada €69 275
Bagageira 285 / 360 litros I.U.C. €252.47

Mais artigos para si



Detalhes
 
Positivos

- Desenho elegante
- Comportamento e conforto
- Insonorização e isolamento da capota

Negativos

- Alguns acabamentos
- Preço dos extras

Pontuação Motor+
 
Design
8.5

 
Interior
7.5

 
Desempenho
8.0

 
Consumos
7.5

 
Equipamento
6.5

 
Preço
10

Pontuação Final
8.0

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
8.9

 
Interior
6.7

 
Desempenho

 
Consumos

 
Equipamento

 
Preço

Pontuação do Leitor
1pontuação
7.8

Acabou de pontuar

Resumo
 

Esta versão descapotável revelou ser o formato mais elegante de toda a gama Classe C da Mercedes-Benz, especialmente nesta combinação com Pacote AMG e capota de lona em azul. A combinação da motorização com caixa 9G-Tronic garante um andamento descontraído para passeios, disponibilidade imediata para um andamento mais veloz, sem prejudicar os excelentes consumos registados. Embora o preço base seja adequado a tudo o que oferece, o preço dos extras acabam por ser o único elemento a prejudicar o resultado final.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta