Cockpit
713 visualizações 0 comentários

Opel Mokka X 1.6 CDTI – Prejudicado por teimosia

por em 20 Fevereiro, 2017
 

O Opel Mokka, que acaba de ser renovado e receber uma designação “X” adicional, passará a fazer parte de uma família que terá, até ao final do ano, um total de três modelos destinados a segmentos e um público distinto. O CrossLand X será o modelo de entrada de gama, ao qual teremos a oportunidade de o conhecer muito em breve, mas o modelo de topo, o GrandLand X, só estará disponível mais para o final do ano.

Até lá, cabe ao Mokka X receber as mais tecnologias da Opel, como forma de o manter devidamente actualizado e cada vez mais atractivo, embora continue a ser penalizado pelas absurdas regras que estão em vigor na atribuição das classes das portagens nacionais. Este factor tem sido o verdadeiro responsável pela fraca prestação comercial de um modelo que, pela Europa fora, goza de uma realidade totalmente diferente, razão pelo qual já foram produzidos mais de 600 mil unidades desde o seu lançamento em final de 2012.

É, como tal, ingrato apercebermo-nos das vastas qualidades que este modelo tem, como o design sóbrio e robusto, que foi agora actualizado ao receber a nova grelha, novas ópticas dianteiras que podem receber (por €1100) o sistema Full LED com iluminação adaptável, ópticas traseiras que podem ser em LED e um reforço no visual aventureiro com pára-choques mais envolventes e protecção inferior da carroçaria mais evidenciada, como se estivesse a incentivar o condutor a aventurar-se por estradas em off-road.

No fundo, por fora as mudanças não foram muitas, mas o suficiente para tornar o visual mais moderno e atraente, indo ao encontro do visual estilístico tomado pelos últimos modelos da Opel. Por dentro, no entanto, o caso muda de figura, tendo a Opel renovado quase todo o habitáculo, com destaque para o novo tablier, totalmente novo, inspirado na solução usada no Opel Astra, ou seja, a abandonar a anterior (e confusa) consola central cheia de botões por uma solução mais simples e (visualmente) limpa, sendo estes comandos substituídos por um enorme ecrã do sistema de infoentretenimento IntelliLink de última geração.

Juntamente com o sistema IntelliLink, que passa a funcionar com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto, embora neste último caso a lista de equipamentos compatíveis continue a ser reduzida, passa a existir o sistema de assistência OnStar, entre outras soluções. A renovada câmara dianteira OpelEye, além de ser um elemento fundamental para o funcionamento dos faróis AFL em LED, com padrões e funções de luz distintos para evitar o encadeamento dos restantes veículos em circulação, permite ainda reconhecer um maior número de sinais de trânsito, bem como actua como sistema de medição de distância face ao veículo da frente, activando o sistema de Alerta de Colisão Dianteira Iminente, com projecção de luzes LED de alerta no pára-brisas, sempre que estiver em risco.

Disponível em três motorizações distintas, coube à versão 1.6 CDTI de 136 cavalos equipar a viatura disponibilizada no parque de imprensa para este ensaio. O resultado foi uma combinação de um crossover que se destaca pela elevada agilidade, excelente comportamento dinâmico (ajudado pelas enormes jantes de 19 polegadas) e consumos surpreendentemente baixos, mesmo em circuitos urbanos. Esta motorização vinha acompanhada de uma agradável caixa manual de seis velocidades, mas poderá optar por uma versão com caixa automática de seis velocidades, ou por uma solução com tracção às quatro rodas (com a caixa manual).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 190 km/h
Capacidade 1598 cc Aceleração (0-100 km/h) 9,9 s
Potência 136 cv (3500 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 320 Nm (2000 rpm) Urbano (anunciado) 4,8
Transmissão Extra-urbano (anunciado) 4,0
Tracção Dianteira Combinado (anunciada) 4,3
Caixa Manual de 6 velocidades Emissões CO2 114 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.) 4275 / 1781 / 1658 mm Valor base €28 220
Peso 1449 kg Valor viatura testada €32 409
Bagageira 356 / 1372 litros I.U.C. €143.17
Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Design mais apelativo
- Comportamento dinâmico
- Soluções tecnológicas integradas
- Motorização eficaz

Negativos

- Classe 2 nas portagens
- Compatibilidade limitada do Sistema Android Auto

Pontuação Motor+
 
Design
7.5

 
Interior
8.0

 
Desempenho
7.5

 
Consumos
8.0

 
Equipamento
8.0

 
Preço
7.0

Pontuação Final
7.7

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
7.0

 
Interior
9.1

 
Desempenho
6.7

 
Consumos
6.9

 
Equipamento
6.7

 
Preço
5.5

Pontuação do Leitor
3pontuações
7.0

Acabou de pontuar

Resumo
 

Com esta renovação, o Mokka X tornou-se ainda melhor, ao aliar uma excelente qualidade de construção a um conjunto de motorizações eficazes, soluções tecnológicas úteis e um bom comportamento dinâmico. Só é pena a aberração da atribuição de classes praticada em Portugal, único responsável pelo limitado sucesso comercial de um modelo que merece muito mais.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta