Cockpit
827 visualizações 0 comentários

Volvo S60 Cross Country D4 – Nicho dentro de um nicho

por em 28 Março, 2017
 

Numa altura em que estamos a entrar na recta da meta para a actual geração S60, testámos uma das poucas versões que ainda nos faltava testar, a berlina S60 na sua versão mais aventureira, o S60 Cross Country. Ao contrário da V60 CC, uma carrinha que adoro e faz todo o sentido, já no caso desta berlina o resultado poderá não ter sido tão interessante, ou compreensível, embora este modelo goze de uma situação única, o facto de ser a única berlina no mercado com preparação “aventureira”.

Seguindo a mesma receita que a carrinha, este S60 Cross Country vê a suspensão aumentar em 65 mm, recebendo igualmente as habituais protecções da carroçaria, com plástico preto rugoso e alguns elementos em alumínio. O resultado é estranho, por se tratar de uma berlina, visto que na carrinha V60, já ninguém duvida das suas características ou capacidades, tendo em conta o historial da marca na criação destes modelos.

As enormes e elegantes jantes de 18 polegadas completam o visual, embora lancem alguma confusão, sobre como podem uns pneus de 18 polegadas garantir aderência e resistência para aventuras fora de estrada? A realidade é que a elevada altura da lateral do pneu (medidas 235/50 R18) acaba por garantir não só isso, como um conforto superior ao oferecido pelos modelos de estrada mais tradicionais, tendo em parte sido auxiliado pela suspensão mais elevada.

Se por fora existem bastantes detalhes para distinguirem este S60 das versões tradicionais, no interior não existe qualquer tipo de diferença, estando presente os mesmos elementos que encontrará em qualquer modelo desta série, que embora sejam compostos por elementos de boa qualidade, com uma montagem isenta de problemas, começam a denotar a sua idade, especialmente face aos interiores vanguardistas dos modelos mais recentes da marca sueca.

Ainda assim, poderá contar com uns bancos que são exemplarmente confortáveis, graças à excelente ergonomia, mas onde os lugares traseiros começam a denotar alguma falta de espaço face aos rivais mais directos, todos eles mais recentes. Ainda assim, poderá realizar uma viagem longa de forma confortável nestes lugares, excepto no central, que surge algo prejudicado pelo túnel central, existente para os modelos com o opcional sistema tracção às quatro rodas.

Em termos de motorização, este modelo vem equipado apenas com a motorização diesel D4, ou seja, o nosso conhecido motor Drive-E de quatro cilindros e dois litros de cilindrada, que neste caso em particular debita 190 cavalos de potência e 400 Nm de binário. Neste modelo testado, esta motorização vinha acompanhada pela mais recente geração da caixa automática Geartronic, com 8 velocidades, e um comportamento significativamente melhor que a anterior de 6 velocidades, tanto em termos de desempenho (maior rapidez na resposta e nas passagens), como em termos de eficiência, estando a Volvo a anunciar uma melhoria em termos de 0,5 l/100km e 10 g/km de emissões de CO2.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em Linha Velocidade Máxima 210 km/h
Capacidade 1969 cc Aceleração (0-100 km/h) 7,7 s
Potência 190 cv (4250 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 400 Nm (1750 rpm) Cidade (anunciado) 5,3
Transmissão Estrada (anunciado) 4,2
Tracção Dianteira Média (anunciada) 4,6
Caixa Automática de oito velocidades Emissões Co2 120 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Alt. / Larg.) 4637 / 1539 / 1866 mm Valor base €47 703
Peso 1722 Kg Valor viatura testada €57 139
Bagageira 380 litros I.U.C. €218.92
Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Visual aventureiro único no mercado
- Comportamento
- Conforto a bordo

Negativos

- Visual não é tão consensual quanto a carrinha
- Direcção algo imprecisa

Pontuação Motor+
 
Design
7.5

 
Interior
7.5

 
Desempenho
7.5

 
Consumos
8.0

 
Equipamento
8.0

 
Preço
7.0

Pontuação Final
7.6

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
8.0

 
Interior
6.3

 
Desempenho

 
Consumos
3.8

 
Equipamento

 
Preço

Pontuação do Leitor
1pontuação
6.0

Acabou de pontuar

Resumo
 

É efectivamente uma proposta única no mercado, e para quem o considera como um nicho dentro de um nicho, a realidade é que já vi alguns modelos iguais a circular nas estradas. Visualmente é estranho, pois uma berlina quer-se baixa, para reforçar o seu visual dinâmico, mas os ganhos com esta nova suspensão acabam por tornar o S60 ainda mais interessante para quem precisa de realizar longas viagens, e precisa de um automóvel espaçoso, confortável e seguro. Como um verdadeiro Volvo.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta