Cockpit
4341 visualizações 0 comentários

Mazda 3 1.5 Skyactiv-G Evolve HS Navi

por em 14 Julho, 2014
 

Depois de uma época atribulada em que esteve ligada ao grupo Ford, a Mazda parece ter renascido das cinzas com a introdução do programa Skyactiv, que transformou por completo a orientação da marca. Depois do CX5 e do novo Mazda 6, chega-nos a vez do Mazda 3 chegar à sua terceira geração e sofrer uma verdadeira transformação. Utilizando a linguagem de estilo Kodo, o novo Mazda 3 é bem mais agradável que a geração anterior, com uma frente muito agressiva onde predomina a grelha e os faróis rasgados com LED para as luzes diurnas, acabando numa traseira simples mas muito agradável, com os farolins traseiros a receberem também LED para uma iluminação mais eficaz e uniforme.

Mas o programa Skyactiv não se fica apenas pelo design, também implica um reforço da estrutura, novos motores e caixas de velocidade, tudo em prol da eficiência e prazer de condução. Infelizmente, neste campo o Mazda 3 falha redondamente visto só estar disponível com a motorização Skyactiv-G de 1.5 a gasolina com 100cv. À primeira vista esta poderia ser uma motorização interessante, capaz de oferecer um desempenho adequado e bons consumos (visto que utiliza os sistemas i-Stop e i-Loop de regeneração de energia), mas na realidade os consumos medidos estão longe dos anunciados e o seu desempenho está longe de impressionar, obrigando o condutor a ter que manter o motor acima das 4000 rpm para poder ter alguma força disponível.

Entrando dentro do Mazda 3 somos surpreendidos com o melhor interior da marca, por dispor de uma qualidade de construção elevada e excelente ergonomia, com tudo colocado no sítio certo. Só é pena as portas terem uma pequena bolsa onde só cabe uma garrafa de água. O painel de instrumentos é muito agradável com um velocímetro analógico central e dois ecrãs de lado para as restantes funções, e um ecrã táctil de 7 polegadas colocado no topo da consola central (à semelhança de um Audi A3), que diga-se de passagem, ficou melhor enquadrado que o sistema usado no Mazda6 e CX5. Este ecrã pode ser igualmente manobrado utilizando um comando rotativo e inclinável (semelhante ao iDrive da BMW) que permite navegar sobre os agradáveis menus deste sistema de infoentretenimento.

A navegação, um extra de €400, pode utilizar os dados do seu Smartphone para permitir aceder a informações de trânsito em tempo real, mas foi com o MZD Connect que ficámos surpreendidos, devido à possibilidade de aceder a aplicações que tiram partido da ligação à Internet, como acesso a publicações no Twitter e Facebook, estações de rádio online, entre outras.

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 182 km/h
Capacidade 1496 cc Aceleração (0-100 km/h) 10,8 s
Potência (combinada) 100 cv (6000 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário (combinada) 105 Nm (4000 rpm) Cidade (anunciado) 6,5
Transmissão Estrada (anunciado) 4,3
Tracção Dianteira Média (anunciada) 5,1
Caixa Manual de 6 velocidades Emissões Co2 119 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Alt. / Larg.) 4,46 / 1,45 / 1,79 m Valor base €18 200
Peso 1190 Kg Valor viatura testada €22 650
Bagageira 350 / 1350 litros I.U.C. €131.40
Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Desenho diferenciador
- Bom comportamento dinâmico
- Interiores
- Equipamento

Negativos

- Consumos distantes dos anunciados
- Motor pouco disponível

Pontuação Motor+
 
Design
8.0

 
Interior
7.5

 
Desempenho
5.5

 
Consumos
6.5

 
Equipamento
8.0

 
Preço
7.5

Pontuação Final
7.2

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
7.6

 
Interior
7.5

 
Desempenho
7.0

 
Consumos
6.3

 
Equipamento
8.3

 
Preço
6.6

Pontuação do Leitor
9pontuações
7.2

Acabou de pontuar

Resumo
 

O Mazda 3 tem tudo para ser uma referência no segmento, tem linhas atraentes, bom comportamento dinâmico, interior agradável, muita tecnologia presente e um preço agradável, mas precisa urgentemente de uma motorização a diesel de baixa cilindrada, como a recém anunciada Skyactiv-D 1.5 de 105cv.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta