Cockpit
1774 visualizações 0 comentários

Nissan Qashqai 1.6 dCi Tekna 4×4 – Uma aposta segura

por em 2 Novembro, 2016
 

O Nissan Qashqai é a galinha dos ovos de ouro da Nissan, e tem sido graças a este crossover que o gigante nipónico saiu de uma situação catastrófica para uma posição de liderança incontestável neste segmento. Mas nem tudo tem sido fácil, e a Nissan tem-se empenhado na constante melhoria do líder do segmento, que chega a roçar os resultados dos modelos mais vendidos no velho continente.

Para compreendermos esta impressionante popularidade, decidi testar a mais recente versão existente no parque de imprensa da Nissan em Portugal, a versão Tekna com jantes de 19 polegadas e tracção às quatro rodas. Visualmente não existe qualquer tipo de diferença ou elemento distintivo que diferencie esta versão 4×4 da versão tradicional 4×2, nem mesmo aqueles símbolos absurdos que alguns adeptos do tuning de mau gosto tendem a aplicar nos seus carros, mesmo estes utilizando apenas tracção dianteira.

Este é um Nissan Qashqai perfeitamente normal, e que se enquadra em qualquer rua ou estrada nacional, tal é a quantidade de modelos Nissan que se encontram actualmente a circular. Como elemento de destaque, só posso apontar para a presença das quatro câmaras (uma na traseira, duas nos espelhos e um no símbolo dianteiro) para a criação do visual de 360º reproduzido no sistema de infoentretenimento, e pelas elegantes jantes de 19 polegadas de dois tons.

Estas, por sua vez, encontram-se acompanhadas por pneus Dunlop SportMaxx RT de medidas 225/45 R19 W, modelo esse que segundo a própria Dunlop, são pneus indicados para uma condução mais dinâmica e eficiente, o que não é propriamente o objectivo de um crossover com tracção às quatro rodas… digo eu. Mas tendo em conta que, muito provavelmente 99% dos compradores de um Qashqai, o máximo de aventuras fora do alfalto que deverão fazer será estacionar o carro nos parques de terra batida das praias na Costa da Caparica, então estes pneus correspondem na perfeição para a utilização e necessidades deste Qashqai.

Se por fora este Qashqai é elegante e um autêntico chamariz para os condutores do sexo feminino, por dentro a situação já não é tão atraente, não pelo desenho da consola central, de onde se destaca a excelente ergonomia e posição acessível de todos os comandos, mas sim pelo exagero de plásticos rígidos utilizados, que em alguns pontos acabam por não ser propriamente agradáveis ao toque. Em contrapartida, estes plásticos têm a vantagem de terem sido montados de forma cuidada, não existindo qualquer tipo de folgas ou ruídos parasitas, mesmo quando o Qashqai circula fora do asfalto (sim, eu dei uso à tracção 4×4).

Destaque para o elevado número de equipamentos de série, visto tratar-se da versão Tekna, sendo o único opcional deste modelo do parque de imprensa a cor metalizada exterior (550 euros). Poderá assim contar com o ar condicionado automático de duas zonas, vidros eléctricos, apoio de braços, bancos dianteiros aquecidos e com ajuste eléctrico no condutor, revestimento em pele, luz ambiente, volante multifunções, ou os sistemas de assistência à condução e segurança, como o Escudo de Protecção Inteligente, que conta com soluções como o Aviso de mudança de faixa, identificador de sinais de trânsito e sistema anti-colisão frontal.

nissan-qashqai-4x4_13

Destaque para o já referido sistema de infoentretenimento NissanConnect, que nesta sua última geração permite, através do ecrã táctil de 7 polegadas, usar aplicações via smartphone, navegação em 3D com tecnologia Google Send-to-Car e a já referida reprodução da câmara de visão exterior de 360º, ideal para facilitar o estacionamento deste modelo em lugares apertados. Só é pena que este sistema, que tem bastante potencial como o suporte de reprodução de áudio streaming via Bluetooth, ou pelas portas AUX e USB, não seja devidamente explorado pelas seis colunas disponíveis.

Mas, voltando aos pontos positivos, poderá encontrar o Nissan Drive-Assist no painel de instrumentos, sendo este um ecrã LCD a cores de 5” colocado entre os mostradores com todas as informações do computador de bordo, tirar partido da chave inteligente que acciona o fecho centralizado e botão de ignição Start/Stop. Para regular entre andar com as duas ou quatro rodas motrizes, deverá acionar um botão colocado no lado esquerdo do volante, junto aos botões que accionam os sensores de estacionamento, sistema Start and Stop, avisador de mudança de faixas de rodagem e controlo de estabilidade.

Em termos de motorização escolhida, encontrei aqui o já conhecido bloco 1.6 dCi, de origem Renault, com 130 cavalos de potência associado a uma agradável e precisa caixa manual de seis velocidades. O funcionamento do conjunto revelou ser típico de Nissan não desportivo (como os excepcionais 370z e GT-R), ao demonstrar ser extremamente fácil de conduzir, muito eficaz, mas pouco entusiasmante. Até os consumos podem ser surpreendentemente baixos, desde que tenha cuidado na pressão exercida no pedal do acelerador.

Apesar de poder usar tracção às quatro rodas, mesmo em chuva, raramente senti a necessidade de usar esta solução, tendo o Qashqai revelado ser bastante eficaz com a tracção dianteira original. Naturalmente que para algumas ocasiões pontuais (mas nunca no asfalto) a tracção às quatro rodas ajudou, mas estas foram situações que dificilmente serão replicadas por proprietários deste veículo, que terão certamente todas as razões para não arriscarem levar o seu Qashqai para trajectos mais aventureiros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 186 km/h
Capacidade 1499 cc Aceleração (0-100 km/h) 11,0 s
Potência 104 cv (4000 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 270 Nm (1600 rpm) Urbano (anunciado) 4,3
Transmissão Extra-urbano (anunciado) 3,5
Tracção Dianteira Combinado (anunciada) 3,8
Caixa Manual de 6 velocidades Emissões CO2 99 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.) 4580 / 1795 / 1450 mm Valor base €38 350
Peso 1265 kg Valor viatura testada €38 900
Bagageira 419 litros I.U.C. €143.17
Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Motorização eficaz
- Visual apelativo
- Espaço e conforto
- Equipamento de série

Negativos

- Condução pouco entusiasmante
- Qualidade de alguns plásticos usados no interior

Pontuação Motor+
 
Design
7.5

 
Interior
6.5

 
Desempenho
7.0

 
Consumos
7.5

 
Equipamento
8.0

 
Preço
8.0

Pontuação Final
7.4

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
4.5

 
Interior
2.9

 
Desempenho
4.4

 
Consumos
4.6

 
Equipamento
6.3

 
Preço
5.0

Pontuação do Leitor
6pontuações
4.6

Acabou de pontuar

Resumo
 

O Qashqai, nesta versão 4x4 Tekna, revelou o porquê de ser uma das principais preferências dos condutores portugueses, por ser tão eficaz e capaz. Porém, a qualidade de alguns materiais em plástico rígido e a condução pouco entusiasmante acabam por me questionar sobre a razão pelo qual tanta gente compra um Crossover sem nunca tirar este modelo do asfalto…

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta