Cockpit
1348 visualizações 0 comentários

Toyota Hilux 2.4 D-4D 4×4 Tracker S – Robustez a toda à prova

por em 21 Dezembro, 2016
 

Uma pick-up com quase cinco metros e meio de comprimento numa cidade como Lisboa. Já está a imaginar o guião de um filme de terror, especialmente se tivermos em conta a infindável lista de obras ainda por concluir na cidade, o estacionamento bárbaro em ruas minúsculas e a falta de civismo numa época que deveria ser marcada por boa disposição, amor ao próximo e espírito natalício, mas na realidade se tivermos um acidente, nem uma fotografia para ser publicada nas redes sociais teremos direito.

O Natal em Lisboa, este ano, mais do que sempre, está a transformar as pessoas em condutores amargos que se estão completamente a borrifar para o próximo. É doloroso, mas é a mais pura das realidades. Isto, só por si, torna um ensaio de um veículo como a nova Toyota Hilux em algo… bem… complicado, para ser meigo. Felizmente que existem sítios deslumbrantes próximo de Lisboa, como a zona da Serra de Sintra, costa do Estoril ou a Serra da Arrábida, onde esta Hilux brilhou, como seria de esperar.

Já durante a apresentação nacional, a fazer todo-o-terreno em corta-fogos na zona das praias do Município de Grândola, esta Hilux foi simplesmente fenomenal, mas em cidade a situação muda de figura. A única solução é tornarmo-nos agressivos, sendo esta a única maneira para que qualquer condutor, mesmo aqueles com a atitude mais parva do planeta, acabam por ceder perante a imponência da frente da nova Hilux, especialmente nesta versão Lazer com a grelha cromada, que intensifica o visual deste modelo.

toyota-hilux_02

Falando em concreto do modelo em ensaio, a Toyota Hilux é um ícone no mercado, com quase 50 anos de vida (a última geração durou 11 anos), sendo esta a oitava geração da Pick-Up líder de mercado em Portugal e na Europa. Mais larga, mais sólida e rígida, esta Hilux recebe importantes reforços estruturais que permitem aumentar a capacidade de reboque para 3200 kg de carga para modelos de cabine dupla, como este modelo testado, ou 3500 kg para modelos com cabine simples e extra. A estrutura do compartimento de carga permite o transporte de 14 caixas standard, com um peso máximo de uma tonelada. Perfeito para as compras de Natal de algumas famílias…

Pelas características indicadas, rapidamente poderá associar a Hilux a um veículo de trabalho, sendo fundamental, para tal, que utilize uma motorização que se caracteriza pela elevada força disponível. Para tal, a Toyota desenvolveu uma nova motorização de 2.4 litros de quatro cilindros em linha sobrealimentado, substituindo a anterior motorização 2.5. Esta nova motorização permite, graças à aplicação do aditivo AdBlue, suportar as normas Euro6, sem que isso influencie negativamente o seu desempenho, razão pelo qual oferece 150 cavalos de potência e uns sempre agradáveis 400 Nm de binário, ou seja, força bruta para carregar com toda a sua carga.

toyota-hilux_09

Associado a uma caixa manual de seis velocidades (neste caso em concreto) ou automática, igualmente de seis velocidades, esta motorização pode ainda trabalhar apenas com o eixo dianteiro, ou com os dois eixos, na versão 4×4 como aqui testada. Poderá, através de um comando colocado junto aos comandos da climatização, manter a tracção nas rodas traseiras, ou com as quatro rodas, tanto em modo “normal” como em modo “altas”, activando as redutoras, bem como bloquear o diferencial traseiro, permitindo assim compensar a falta de aderência em certos percursos, como nas aventuras todo-o-terreno, como as que realizei.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Apesar das suas capacidades enquanto ferramenta de trabalho ou de aventura, é impressionante o refinamento e a qualidade dos materiais, bem como o desenho do interior, que se revela surpreendentemente agradável, mesmo para quem só está habituado a viaturas ligeiras de passageiros, especialmente nesta versão de cabine dupla. É certo que em cabine simples, os lugares traseiros são inacessíveis, bem como nas cabines extra, que permite o transporte de duas pessoas, embora só seja recomendável o uso destes lugares em percursos curtos.

Porém, neste modelo em concreto de cabine dupla, a Hilux surpreende pelo conforto e soluções utilizadas, desde o painel de instrumentos moderno com ecrã central colorido para a visualização das funções do computador de bordo, ar condicionado, vidros eléctricos, modos de condução (Power e ECO) e o sistema de infoentretenimento, composto pelo conhecido Toyota Touch 2, com ecrã táctil de 7 polegadas, com navegação e acesso a aplicações online. Nem câmara traseira foi esquecida, estando esta integrada de forma impecável e discreta no puxador de abertura da tampa da mala.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 170 km/h
Capacidade 2393 cc Aceleração (0-100 km/h) 13,23 s
Potência 150 cv (3600 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 400 Nm (1600 rpm) Urbano (anunciado) 8,2
Transmissão Extra-urbano (anunciado) 6,3
Tracção Integral 4×4 Combinado (anunciada) 7,0
Caixa Manual de 6 velocidades Emissões CO2 185 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.) 5330 / 1855 / 1815 mm Valor base €25 000
Peso 2200 kg Valor viatura testada €39 750
Bagageira 1030 litros I.U.C. €367.82
Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Versatilidade
- Visual impressionante
- Conforto surpreendente
- Capacidades de Todo-o-Terreno

Negativos

- Condução em percursos urbanos
- Dimensões
- Consumos em cidade

Pontuação Motor+
 
Design
7.5

 
Interior
8.0

 
Desempenho
7.0

 
Consumos
7.0

 
Equipamento
9.0

 
Preço
8.0

Pontuação Final
7.8

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
3.5

 
Interior
5.5

 
Desempenho
3.6

 
Consumos
6.3

 
Equipamento

 
Preço

Pontuação do Leitor
1pontuação
4.7

Acabou de pontuar

Resumo
 

Criada com o intuito de ser a “Über” ferramenta de trabalho, a oitava geração Hilux surpreende tudo e todos, ao oferecer não só todas as capacidades necessárias para transportar as suas cargas, como para quem pretenda atribuir uma utilização lúdica, permitindo transportar quatro ou cinco ocupantes com um surpreendente conforto. Versátil, poderosa e espaçosa, a condução de uma Hilux, para quem esteja pouco habituado a este tipo de veículos, é um delírio. Adorei.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta