Secções

Notícias

Ensaios

Ensaios

Audi Q2 1.6 TDI Sport – Será mesmo #Untaggable?

O conceito de #Untaggable está giro, é original e perfeitamente adequado ao público alvo que a Audi pretende conquistar com este novo modelo, mas será o mais indicado para efectivamente determinar o que tenho em mãos? Não me parece. Pegando num conceito que tem, à partida, tudo para ser um sucesso, como a plataforma MQB-A (mais curta que a MQB original) originária do Audi A3 de três portas, e um visual nitidamente inspirado no pequeno A1, o Audi Q2 aparenta ser um excelente rival ao Mercedes-Benz GLA.

Recorrendo a um design cheio de ângulos vincados, que são reforçados pela original paleta de cores para a carroçaria exterior como o Cinzento Quantum Metalizado usado neste modelo em concreto, o visual deste Q2 é ainda reforçado pela enorme grelha hexagonal e faróis com uma assinatura luminosa marcante, graças ao recurso da tecnologia LED. Atrás o resultado não é tão consensual, embora o ligeiro contraste em cinza prata no pilar C acabe por disfarçar uma traseira que parece ter perdido a inspiração encontrada na dianteira. É, na realidade, um design pouco consensual, ou se gosta ou se detesta. Eu, infelizmente, não sou adepto.

Por dentro o espaço disponível surpreende, embora não conte com três adultos sorridentes nos bancos traseiros durante uma viagem longa, não pela falta de espaço para as pernas nem pela altura, mas sim pela menor largura, em especial na zona dos ombros. Ainda assim, dois adultos conseguem realizar uma viagem longa, de forma significativamente mais confortável do que num A1, ou até mesmo no Mini Countryman, um dos seus principais rivais.

À frente encontrará um visual claramente inspirado no A1, embora estejam presentes alguns plásticos pouco habituais para um Audi. Existem demasiados plásticos rígidos, tanto na consola central como nas forras das portas, uma visão rara nos modelos daquela que é a marca que tem, de momento, os melhores interiores do mercado, seja a nível de qualidade dos materiais como de ergonomia.

Felizmente neste último ponto o Q2 é muito feliz, especialmente para quem tem o privilégio de estar ao volante. Em termos tecnológicos, não posso deixar escapar o facto de termos ao nosso dispor o eficaz sistema MMI com navegação, um extra caro, mas que funciona de forma exemplar, tal como os comandos por voz, um dos melhores do mercado. Igualmente presente estavam diversos sistemas de assistência à condução, como o Cruise Control Adaptativo e o Audi Active Lane Assist, um sistema que permite ajustar a direcção para manter o Q2 dentro da faixa de rodagem.

Disse que ir ao volante deste Q2 é um privilégio, mas não estou a exagerar, uma vez que o chassis utilizado é absurdamente ágil, sendo fortemente ajudado pela invulgar direcção directa usada, sendo este o melhor argumento para justificar a compra de um Q2. Mesmo usando uma suspensão tradicional de amortecedores convencionais, o comportamento dinâmico do Q2 foi brilhante, mesmo não estando perante uma motorização “apaixonante”, uma vez que a viatura testada vinha equipada com o competente 1.6 TDI de 116 cavalos.

Este motor, sobejamente conhecido de praticamente todos os modelos do Grupo Volkswagen, casa aqui na perfeição com este chassis e com a caixa manual de seis velocidades, sendo esta muito precisa, contribuindo assim para a “diversão” ao volante desde Q2. Os consumos estão dentro dos valores habituais, a rondar a casa dos 5 a 6 litros por cada 100 km numa condução real.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

MotorPrestações
TipoQuatro cilindros em linhaVelocidade Máxima197 km/h
Capacidade1598 ccAceleração (0-100 km/h)10,3 s
Potência116 cv (3250 rpm)Consumos (litros/100 km)
Binário250 Nm (1500 rpm)Urbano (anunciado)5,0
TransmissãoExtra-urbano (anunciado)4,4
TracçãoDianteiraCombinado (anunciada)4,6
CaixaManual de seis velocidadesEmissões CO2120 g/km
ChassisPreço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.)4191 / 1794 / 1508 mmValor base€32 250
Peso1385 kgValor viatura testada€40 500
Bagageira405 / 1050 litrosI.U.C.€143.17