Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

DS Automobiles inicia electrificação total da gama com novos DS 3 e DS 7 E-Tense

Decorreu esta manhã, em plena DS Store Lisboa, a conferência de imprensa onde responsáveis da DS Automobiles anunciaram o plano de electrificação total da gama, que decorrerá até 2025. Este processo será implementado em duas fases, esta primeira, que conta com a disponibilização de versões electrificadas da actual gama, bem como dos futuros modelos a serem lançados, bem como pelo abandono em definitivo das versões exclusivamente movidas por motores de combustão até 2025. Este processo permitirá a que todas as marcas do Grupo PSA consigam lançar cerca de 40 modelos electrificados até 2025, como forma de conseguiram cumprir com as (cada vez mais) exigentes normas de emissões europeias.

Segundo o calendário apresentado durante o evento, os concessionários da rede oficial já estão a registar as primeiras encomendas, muito embora as versões finais dos primeiros modelos electrificados da DS, designados de E-Tense, só serão apresentados ao público durante o mês de Novembro, no Salão Automóvel de Paris, e a comunicação e campanhas dos mesmos só vá ter início durante o final do mês de Novembro, altura em que deverão chegar as primeiras unidades, para serem entregues aos clientes só em Janeiro de 2020.

Os modelos revelados foram o 100% eléctrico DS 3 CrossBack E-Tense, equipado com um motor eléctrico de 100 kW (155 cavalos), que graças à bateria de iões de lítio de 50 kWh, garante uma autonomia de 320 quilómetros, segundo as medições do clico WLTP (400 km NEDC). Para o carregamento da mesma, poderá usar uma tomada doméstica ou Wallbox, com uma velocidade máxima de 7.4 kW, até ao obrigatório carregamento rápido de 100 kW, o que permitirá carregar até 80% da bateria em apenas 30 minutos. As baterias estão incluídas com a compra do veículo, e têm 8 anos de garantia, ou 160.000 km.

O segundo modelo apresentado foi a versão PHEV do DS 7 CrossBack, que ao recorrer a uma bateria de 13 kWh, garante uma autonomia eléctrica de 58 quilómetros (segundo norma WLTP), podendo esta ser guardada, segundo o sistema e-Save, para ser utilizada só no final do percurso, como um centro urbano europeu com zona de zero emissões. Utilizando uma Wallbox (7.4 kW), esta bateria poderá ser totalmente carregada em 1h45m. Em modo híbrido, este DS 7 E-Tense permitirá consumos de 1.4 l/100km, emissões de CO2 de apenas 31 g/km.

Porém, e por se tratar do modelo de topo da marca, este DS 7 CrossBack conseguirá oferecer o melhor desempenho da gama, graças à potencia total combinada de 300 cavalos, eficaz sistema de tracção às quatro rodas, com um poder de aceleração de 6.5 segundos para superar a marca dos 100 km/h, tempo esse que contrasta com os 8.3 segundos necessários para a versão PureTech a gasolina de 225 cavalos. Tal como na versão com motor de combustão, este SUV continuará a ser classificado como Classe 1 nas portagens.

Embora incluam maior nível de equipamento que as versões equivalentes com motor térmico, o DS 3 CrossBack E-Tense estará disponível com três níveis de equipamento, So Chic, Performance Line e Grand Chic, com preços que começam nos €41.000, €41.800 e €45.900, respectivamente. Já o DS 7 CrossBack E-Tense terá quatro níveis de equipamento, Be Chic, So Chic, Performance Line e Grand Chic, com preços que começam nos €53.800, €55.800, €56.700 e €59.800, respectivamente. Para se diferenciarem das versões com motor térmico, ambos os modelos utilização jantes de liga leve de desenho exclusivo (Kyoto de 18 polegadas no DS 3 e London de 19″ no DS 7), logótipos E-Tense, e uma cor exterior igualmente exclusiva (Cristal Pearl).

Gustavo Dias