Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Toyota revela novo Yaris Cross

Com a sua revelação originalmente prevista para o Salão de Genebra, que acabou por não acontecer, a Toyota revelou hoje a sua nova grande aposta, o novo Toyota Yaris Cross. Este modelo, o primeiro B-Suv da marca, recorre à plataforma modular Toyota GA-B, ou seja, a mesma do novo Yaris. Como tal, não é de estranhar ambos partilharem a mesma distância entre eixos de 2560 mm, embora o novo Yaris Cross seja 60 mm mais comprido à frente e 180 mm atrás, garantindo assim maior espaço interior.

Os 30 mm de aumento na distância ao solo, em conjunto com os 20 mm adicionais na lagura acabam por reforçar o visual agressivo e aventureiro deste modelo, embora mais ao estilo do RAV4, e não tão radical quanto o design do C-HR. Destaque para a possibilidade de aplicação de cor de tejadilho diferente, para contrastar com a da carroçaria, bem como a possibilidade de aplicação de jantes de 18 polegadas.

No interior destacam-se elementos como o acesso facilitado, especialmente na bagageira, graças ao opcional portão eléctrico, fundo da bagageira de altura ajustável e rebatimento dos bancos em formato 40:20:40, solução habitualmente usada em modelos de segmentos superiores. Existe ainda um prático sistema de cintos ajustáveis para a fixar a carga. No habitáculo, as diferenças, face ao novo Yaris, são mínimas, destacando-se o novo painel de instrumentos com velocímetros central, e o sistema de infoentretenimento, com ecrã táctil de grandes dimensões, e compatibilidade com Android Auto e Apple Car Play.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Em termos de motorizações, apenas foi destacada a presença de uma versão híbrida, a mesma utilizada pelo novo Yaris, composta por um motor de combustão 1.5 de três cilindros, de ciclo Atkinson, que funciona em conjunto com um motor eléctrico. Esta solução garante uma potência combinada de 116 cavalos, ao mesmo tempo que garante emissões de CO2 inferiores a 120 g/km, ou 135 g/km no caso da versão AWD-i. Sim, leu bem, o Yaris Cross terá uma versão com tracção às quatro rodas, composta por um sistema eléctrico que actua apenas no eixo traseiro, e apenas durante aceleração ou quando detectar perda de tracção no eixo dianteiro.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Este modelo será produzido na fábrica de Onnainf, em Valencienne, França, com a Toyota a prever produzir até 150 mil unidades por ano, o que lhe permitirá cumprir o objectivo de conquistar 8% de quota de mercado deste importante segmento de mercado, o dos B-SUV. Não existem dados relativos a preços, visto que este modelo só começará a ser vendido em 2021.