0 comentários

Ford investe 500 milhões em novo centro de Investigação e Engenharia

por em 31 Março, 2017
 

A Ford continua a investir no Canadá, desta vez com mais 500 milhões de dólares Canadianos (cerca de 347 milhões de euros), para a criação de um novo Centro de Investigação e Desenvolvimento em Ottawa, capital do Canadá. Através deste investimento, parte dos mais de 1200 milhões investidos nos últimos seis meses no Canadá, a Ford irá contratar 400 engenheiros de software e hardware, dos quais 300 ficarão a trabalhar no Canadá, ficando os restantes nos EUA.

Esta contratação é fundamental para duplicar a actual equipa de engenharia de conectividade móvel, permitindo assim acelerar o ritmo de inovação e a expansão de serviços que irão alavancar o desenvolvimento do ecossistema dos veículos conectados da Ford. Esta equipa irá tirar assim partido deste novo centro de Investigação e Desenvolvimento, que será especificamente orientado para o desenvolvimento de novos sistemas de infoentretenimento, modems incorporados nos veículos, módulos gateway, sistemas de assistência ao condutor e sistemas para veículos com condução autónoma. Serão criadas instalações semelhantes em Waterloo e Oakville (Ontário), bem como em Cary (Carolina do Norte) e em Sunrise (Flórida).

Segundo Raj Nair, Vice-Presidente Executivo da Ford, Desenvolvimento Global de Produto e Director Técnico, “A conectividade é uma componente decisiva no futuro da mobilidade. Seja por fornecer informação que ajuda a reduzir os níveis de congestionamento nas cidades, por permitir a comunicação entre veículos e infra-estruturas, de modo a estarmos mais seguros na estrada ou, simplesmente, por saber todas as nossas configurações pessoais ao entrarmos num veículo autónomo, a conectividade é absolutamente fundamental”. Nair reforça que, “ao passarmos a contar com mais do dobro de talentos em conectividade e com a implementação de um centro de investigação, podemos acelerar a inovação e oferecer níveis de software e de serviços capazes de exceder as expectativas dos nossos clientes.”