0 comentários

Kia bate recordes de vendas na Europa

por em 24 Maio, 2017
 

A Kia Motors apresentou os resultados dos primeiros quatro meses do presente ano de 2017, tendo sido revelado um novo recorde de vendas no mercado europeu, com um total de 166.266 unidades entre o primeiro dia de Janeiro e 30 de Abril, o que representa um crescimento homólogo de 11,7%, ultrapassando a performance do mercado europeu, onde as vendas aumentaram 4.5% no mesmo período.

Este resultado confere à Kia uma quota acumulada de 3% na Europa, o que acontece pela primeira vez e contrasta com os 2,8% do período homólogo. Em Abril, essa quota foi de 3.4%, correspondentes a 41.279 unidades, mas foi em Março que se registou o recorde mais expressivo, com 55.007 unidades, o que constitui o melhor mês de sempre para a marca no Velho Continente.

Duas áreas recentes de crescimento foram especialmente importantes: a gama totalmente renovada nos modelos compactos (Rio e Picanto) e o novo leque de unidades híbridas e eléctricas. O novo Rio averbou uma subida homóloga de 22% (28.025 unidades), enquanto o Picanto começou já dar as primeiras indicações do sucesso da nova geração, ao registar uma procura superior em 23,4% face aos primeiros quatro meses de 2016 (combinação da geração anterior e da que foi introduzida em Março).

Os modelos com propulsores ecológicos constituíram a área de maior crescimento. As vendas de híbridos e eléctricos Kia foram nove vezes superiores às registadas entre Janeiro e Abril do ano passado, fruto da chegada do crossover Niro (10.339 unidades) e do Optima Plug-in Hybrid (307 unidades), a par da subida de vendas do Soul EV (1.487 unidades). As gamas Niro e Optima vão conhecer este ano nova expansão com a introdução do Niro Plug-in Hybrid e a chegada das versões plug-in hybrid à Optima Sportswagon.

Em Portugal, a Kia registou igualmente uma evolução favorável durante os primeiros quatro meses do ano, com um total de 1.960 unidades de ligeiros de passageiros, uma subida de 7,8% e uma quota de mercado de 2,50%, contra os 2,44% do período homólogo. Estes resultados traduzem uma progressão no mercado português que se prevê ainda mais robusta nos próximos meses, fruto da entrada plena no mercado das novas gerações Rio e Picanto.