Cockpit
5361 visualizações 0 comentários

Opel Astra GTC 1.6 Turbo Black OPC Line: Especial para Portugal

por em 10 Dezembro, 2014
 

Encontro-o na rua e, depois das formalidades normais, surge a pergunta: “Então, que carro é que andas a testar agora?”. “Um Opel Astra”, digo, ouvindo logo de seguida um “Epá, nunca te tocam aqueles desportivos jeitosos… Andas com azar”. “É verdade, sou um desgraçado…” respondo enquanto tento disfarçar o riso trocista e saio de fininho, para apenas ser visto novamente pelo meu interlocutor a caminho de tentar bater os 7,9 segundos que a Opel anuncia precisar este Astra para atingir os 100 km/h (feito que não logrei alcançar…).

Mais tarde, recebo a sua chamada: – Olha lá, mas que raio de carro era aquele? Aquilo manda potência, pá…”. “Era o Astra que estou a ensaiar.” “A sério? Mas aquilo ia cá com uma pressa…” “Pois… É que, ao contrário do que estavas à espera, este é o Astra GTC que estreia o novo motor 1.6 Turbo da Opel. São nada mais nada menos que 200 cv debaixo do pé direito.”

“Mas o carro está diferente, é uma geração nova, é?” “Não, não é. Esta é a variante Black OPC Line, uma edição especial criada em exclusivo para o mercado português. As diferenças que notaste são os apontamentos que este GTC recebe da variante mais desportiva da gama Astra, como o pára-choques dianteiro, as saias laterais, o deflector traseiro e a dupla saída de escape. Para completar o bouquet, tanto as jantes como o tejadilho e mesmo as capas dos retrovisores e o contorno do deflector recebem uma pintura em preto…” “Ah, daí o nome Black.” “Tu és perspicaz…”

_MG_0589 (Medium)

“E por dentro? Como é que é?” “Por dentro há também alguns apontamentos mais desportivos, como os bancos ao estilo bacquet e o volante e o punho da caixa de seis velocidades, que também são ‘emprestados’ pelo OPC. De resto, tudo com se esperaria num Astra comum. Boa qualidade nos materiais e acabamentos e aquela consola central que continua a ter demasiados botões. É chato porque torna-se pouco intuitiva de utilizar, mas há sempre a esperança de que venha a ser substituída em breve…”

“Então e aquilo anda ou quê?” “Anda e não é pouco, mas deixa-me que te diga que ainda antes de andar este GTC me convence. O som grave do motor é bem agradável, sem ser espalhafatoso ‘à la chuning’ e deixa logo perceber o que podes esperar dele. Uma entrega de potência vigorosa mas suave, sem grandes sobressaltos, que permite que o uses tanto no dia-a-dia como à noite, se tiveres, digamos… alguma pressa em atravessar a Ponte Vasco da Gama. Ou seja, não lhe falta pulmão, o que acaba por compensar alguma imprecisão da caixa de seis velocidades que o acompanha, o que é pena…” “

Ui, então isso só dá para andar nas horas… E deve beber uns litros valentes, certo?” “Por acaso… errado. E também certo. Eu explico. O motor é agradável de usar em ritmo de passeio e consegues ter sempre resposta ao acelerador, mesmo que estejas numa relação mais alta. Por isso não precisas de ir sempre no grito para conseguires boas prestações e para fazeres uma condução mais empenhada. Agora, não é fácil não andares depressa… é que o chassis deste GTC é muito bom, o que quase te obriga a abusar do acelerador. A aderência é perfeita e, com o sistema Flexride no modo Sport, direcção, acelerador e suspensão ficam mais reactivos…”

“A suspensão fica mais dura, é?” “Digamos que não vais querer passar por cima de nenhum buraco… fica mesmo durinha, durinha. Por isso, para o dia-a-dia, o modo Tour é o melhor. Em contrapartida, tudo se processa com facilidade e, mesmo que abuses das capacidades do automóvel, o controlo de estabilidade volta a pôr tudo no sítio. Infelizmente – foi aqui que acertaste –, o CTG bebe bem. Não é difícil veres o computador de bordo a marcar 12 l/100 km, às vezes mais, se tiveres dinheiro para isso… mas consegues andar perto dos 7 l/100 km se prestares atenção às indicações ECO e se mantiveres o sistema start/stop ligado”…

_MG_0596 (Medium)

“Porreiro, pá… porreiro. E preço? Deve ser caro, não?” “Bom, sabes que isso de caro ou barato é sempre relativo. Esta versão Black OPC Line do GTC custa €30 800, embora aquele que viste tivesse instalados os sistemas Flexride, de navegação e de monitorização da pressão dos pneus, que aumentam o preço para os €32 500. A mim não me parece desajustado, tendo em conta o equipamento de série que oferece e as prestações.”

“Pois é, nem me lembrava disso… tem muito equipamento, é?” “Tem bastante, acho que não tenho saldo no telemóvel para te dar a lista completa… mas só para teres uma ideia, tem o novo sistema InteliLink, com um ecrã de sete polegadas, onde são exibidas as imagens da câmara de estacionamento, ligação bluetooth para o telefone; seis airbags; ABS e ESP; jantes de 18 polegadas; controlo automático das luzes e sensores de luz e chuva; cruise-control; ar condicionado bizona… enfim… muita coisa.”

“Epá, isso parece-me muito bom. Então e quando é que o devolves? Achas que posso dar uma voltinha contigo nisso?…” “Perdeste a oportunidade, meu amigo. Já está com o dono. Mas podes sempre ir a um concessionário marcar um test-drive…” “É pena, pá… é pena.

E quando sai o artigo para eu ler?”

“Ainda não escrevi…”

“E já tiveste alguma ideia de como o vais fazer?”

“Sou capaz de já ter pensado nalguma coisa… Abraço.”

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em linha Velocidade Máxima 230 km/h
Capacidade 1598 cc Aceleração (0-100 km/h) 7,9 s
Potência 200 cv (4700 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 300 Nm (1750 rpm) Urbano (anunciado) 8,4
Transmissão Extra-urbano (anunciado) 5,5
Tracção Dianteira Combinado (anunciada) 6,6
Caixa Manual de 6 velocidades Emissões CO2 154 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.) 4466 / 1840 / 1482 mm Valor base €30 800
Peso 1525 kg Valor viatura testada €32 500
Bagageira 380 / 1165 litros I.U.C. €164,51

Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

Comportamento dinâmico, aspecto desta edição especial, resposta do motor

Negativos

Consola central com muitos botões, consumos elevados, apesar do sistema start/stop

Pontuação Motor+
 
Design
8.0

 
Interior
7.5

 
Desempenho
9.0

 
Consumos
6.0

 
Equipamento
7.5

 
Preço
7.0

Pontuação Final
7.5

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
9.0

 
Interior
7.0

 
Desempenho
7.4

 
Consumos
5.3

 
Equipamento
7.2

 
Preço
7.5

Pontuação do Leitor
5pontuações
7.2

Acabou de pontuar

Resumo
 

Para deixar os miúdos na escola às 10h00 e chegar ao Algarve ainda antes de almoço...

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta