Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Ford apoia estudo para determinar quem mais contribui para boom de SUV na Europa

Desde 2005 que a venda de SUV na Europa quadruplicou, e apesar de os fabricantes aceitarem esta mudança de habito, poucos decidiram questionar a razão, bem como quem são os responsáveis por esta mudança de gostos. Para respondera a essas questões, a Ford patrocinou a realização de um estudo que analisou as respostas de 5.000 pessoas em diversos mercados europeus (França, Alemanha, Itália, Espanha e Reino Unido), que determinou que as mães com crianças pequenas, os “Millennials” e os activos na casa dos 50 anos são os responsáveis pelo fenómeno de aumento de popularidade dos SUV.

Cerca de 1 em cada 3 ‘Mamãs Modernas’ considera um SUV como o seu próximo automóvel, relação que entre a ‘Geração Y’ é de 1 para 4, sendo de 1 para 5 nos clientes na casa dos 50 anos. Estes dados foram divulgados durante o lançamento europeu do seu novo SUV Ford Edge em Munique.

“Os SUVs cresceram de um pequeno nicho na Europa para uma das mais significativas tendências automóveis da década passada,” afirmou Roelant de Waard, Vice-Presidente, Marketing, Vendas e Serviço da Ford Europa. “Sempre que alguém prevê que as vendas dos SUV vão acalmar, são de imediato desmentidos, pois os SUVs têm feito um apelo generalizado entre homens e mulheres, dos mais jovens aos mais velhos.”

A pesquisa destacou que as percepções para com este tipo de modelos mudaram dramaticamente. Do total de entrevistados, 82 por cento dizem que os SUV já não são apenas um veículo de luxo, tendo-se tornado em propostas mais eficientes e ambientais nos últimos cinco anos. Quase todos reconhecem que os SUV estão agora disponíveis numa ampla variedade de dimensões e opções.

“A nossa gama compõe-se de três SUVs, com o novo topo de gama Edge, que está a chegar aos concessionários de toda a Europa, a complementar o nosso Kuga intermédio e o compacto EcoSport, oferecendo uma grande variedade de escolhas em termos pessoais,” acrescentou de Waard. “Prevemos vender 200.000 SUVs Ford na Europa este ano, mais 200 por cento do que em 2013.” A percentagem de SUV vendidos na Europa, em comparação com as vendas totais de automóveis, cresceu de 6 por cento em 2005 para 23 por cento em 2015, sendo esperado um aumento para 27 por cento até 2020.

A pesquisa demonstra que os reconhecidos pontos fortes dos SUV estão a tornar-se cada vez mais importantes para os compradores de automóveis. Dos entrevistados, 82 por cento dizem que a segurança das suas famílias se tornou mais importante, característica que é identificada nos SUV por 52 por cento dos inquiridos. Para além disso, 78 por cento dizem que um bom desempenho sob más condições atmosféricas tornou-se mais importante, característica que 57 por cento dos participantes no inquérito associa aos SUV.

Tal como o estilo, os aspectos práticos são uma prioridade para as ‘Mamãs Modernas’:

• Ao longo dos últimos anos, um automóvel que proteja a sua família tornou-se mais importante para 91 por cento, com 59 por cento das mães a associarem esta característica aos SUVs
• Para mais de 80 por cento, um bom desempenho em condições meteorológicas desfavoráveis e em estradas de mau piso tornou-se mais importante, característica que 63 por cento delas associa aos SUVs
• Para 56 por cento das mães, a beleza e o estilo automóvel tornou-se mais importante, característica que 48 por cento associa aos SUVs

Já entre a ‘Geração Y’, um SUV é um símbolo de sucesso:

• Para 47 por cento, conduzir um automóvel em que querem ser vistos tornou-se mais importante nos últimos anos, característica que 37 por cento associa aos SUVs
• Para 45 por cento, conduzir um automóvel sexy tornou-se mais importante nos últimos anos, característica que 35 por cento associa aos SUVs
• Para 36 por cento dos inquiridos, conduzir um automóvel em que se sintam poderosos tornou-se mais importante, característica que 45 por cento deles associa aos SUVs

Os ‘Cinquentásticos’, cada vez mais aptos a dar continuidade a vidas activas, associam um SUV moderno às seguintes características:

• Ao longo dos últimos anos, uma posição de condução elevada tornou-se mais importante para 81 por cento das pessoas com idades entre os 50 e os 59 anos, com 65 por cento a associarem essa característica a um SUV
• Para 63 por cento, chegar ao destino, dentro da cidade ou pelo país, tornou-se mais importante, característica que 54 por cento deles associa aos SUVs
• Para 44 por cento, um automóvel que lida com um estilo de vida activo tornou-se mais importante, característica que 44 por cento também associa mais a um SUV

“”Para todos os tipos de pessoas, o SUV funciona porque oferece uma solução one-stop, tal como um smartphone, que também pode ser uma câmara, um leitor de media ou uma lanterna. Um SUV pode oferecer uma abordagem para uma aventura de fim-de-semana, ou uma opção elegante e prática de levar as crianças à escola, permitindo uma ampla visibilidade,” conclui de Waard.

Gustavo Dias