Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Mercedes apresentou novo Classe A com realidade aumentada e inteligência artificial em Barcelona

Foi no Mobile World Congress deste ano que a Mercedes mostrou o seu novo Classe A, provavelmente aquele que poderá ser o modelo mais tecnológico e avançado do mercado na sua gama.

Embora a Tesla, marca de Elon Musk, seja considerada como a marca mais na berra, as marcas tradicionais de automóveis prometem não dar descanso a uma Tesla está impedida de adormecer à sombra da bananeira da electricidade. A Mercedes-Benz deu o exemplo em Barcelona.

Os carros inteligentes, tal como os smartphones, deixaram a sua marca no Mobile World Congress Barcelona de 2018. Afinal, haverá algo mais móvel que um… automóvel? Cada vez mais, as marcas do sector sabem que é importante estar também presentes nas feiras de tecnologia e não apenas nos salões tradicionais do género, como o de Paris, Genebra ou Detroit.

E a razão é bastante óbvia: insígnias como a Mercedes-Benz também tem de apelar aos consumidores que estão cada vez mais sedentos de novidades tecnológicas (como os smartphones), e que estão hoje em dia acostumados a falarem para assistentes virtuais e em vez de escrever ou tocar em botões. Ou seja, a sofisticação de um automóvel está muito além do facto de ser eléctrico.

Não sabe? Pergunte à Mercedes!

É precisamente neste campo que a Mercedes atacou em força na edição deste ano do MWC, ao apresentar aquele que será o primeiro assistente de voz a fazer parte de um sistema de entretenimento automóvel.

O Ask Mercedes recorre à inteligência artificial e funciona como a Siri no iPhone. Por exemplo, este sistema vai ser especialmente importante para quem não percebe assim tanto de automóveis e não está para ler o manual de instruções.

Assim, pode perguntar ao seu automóvel o que significam os modos de condução como o ‘Sport+’ ou pedir instruções de como emparelhar o smartphone via Bluetooth.

Se tiver um Classe E ou Classe S dos novos, poderá aceder a funções adicionais, como conhecer o seu veículo de forma divertida, ao usar a câmara do seu smartphone para descobrir o interior do seu veículo, com o sistema a explicar as funções dos objectos (como botões) visualizados.

Realidade aumentada para o GPS do Classe A

Além de apresentar um concept car Smart autónomo e eléctrico, o Smart ForTwo Vision EQ, a Mercedes quis também mostrar o novo Classe A, que surge agora com um duplo ecrã a ocupar grande parte do tablier.

«A transformação é o nosso novo conceito; mas uma coisa mantém-se: os requisitos dos nossos clientes continuam a ser o ponto de partida para as inovações da Mercedes», disse Harald Rudolph, director de estratégia da Daimler.

Na apresentação do Classe A e das várias tecnologias que a Mercedes está a (e vai) adoptar, o mesmo responsável abordou ainda o conceito que está por trás da estratégia tecnológica da marca: ser o mais humana possível.

«Queremos que os nossos automóveis se transformem, mas sempre com uma inovação centrada nas pessoas, no que é ser humano. Temos de ter uma abordagem holística à transformação e aproveitar as potencialidades da inteligência artificial», confirmou Harald Rudolph.

Nos ecrãs do Classe A (são utilizados dois ecrãs de sete polegadas) está, então, integrada a nova interface digital da marca, a Mercedes-Benz User Experience (MBUX), que também tem IA, tal como os mais recentes smartphones a chegar ao mercado.

Outra das características é a presença de soluções de realidade aumentada nos mapas do GPS integrado, que reforçam a sinalização, direcções e nomes de rua, tudo com base numa câmara que vai filmando o caminho à frente do automóvel. Com preços a partir dos 32 450 euros, o novo Classe A chegará em Maio a Portugal.

Ricardo Durand
Começou no jornalismo de tecnologias em 2005 e tem interesse especial por carros rápidos e com design fora do comum. Não consegue fazer consumos baixos porque a sua religião não o permite. Tem um C3 Picasso preto mas em breve vai comprar um Fiat Múltipla.