Secções

Notícias

Ensaios

Apresentações

Nova Peugeot 308 SW chegou a Portugal, para dominar o mercado

2021 foi um ano de revolução para a Peugeot. Para além de terem alterado a imagem de marca, com a aplicação de um novo logótipo que estreou no novo Peugeot 308, a marca conquistou a liderança nas vendas de veículos em Portugal, ao vender 22.891 unidades (veículos ligeiros), o que corresponde a uma quota de mercado de 13.05%,ultrapassando assim a rival Renault, que dominou o mercado nacional durante os últimos 23 anos, tendo fechado o ano com 20.776 unidades (veículos ligeiros).

Jorge Magalhães –
Director Comunicação e Assuntos Institucionais Stellantis

Como se não bastasse, o já referido Peugeot 308 foi reconhecido com o prémio de Carro do Ano em Portugal, e a Peugeot começou o ano de 2022 com o pé direito, ao reforçar a sua posição de liderança de mercado, contando já com 14.32% de quota de mercado durante o primeiro trimestre do ano, fruto das fortes vendas de modelos como o Peugeot 2008 e o 208, sendo ambos os veículos mais vendido em Portugal no segmento de passageiros, e a Peugeot Partner no segmento de veículos comerciais ligeiros.

Peugeot 308 SW

Apesar de tudo, o Peugeot 308 não conseguiu melhor que a 25º posição a nível nacional, resultado esse que certamente irá mudar radicalmente com a chegada da nova 308 SW, variante essa que foi ontem apresentada, a nível nacional, e que promete dominar o mercado das carrinhas (no segmento C), ser o modelo líder de marca generalista (no segmento C) e uma referência em termos de electrificação, no já referido segmento C.

Estas são afirmações fortes por parte dos representantes da marca em Portugal, mas facilmente apoiadas se tivermos em conta que a Peugeot tem um histórico na venda de carrinha icónicas, com a marca a relembrar os resultados de 2020, em que, ao contrário do mercado nacional, onde apenas 33% dos veículos do segmento C vendidos eram carrinhas, a Peugeot registou que 68% das vendas eram referentes a esse formato.

Isto é particularmente importante no segmento empresarial, onde a Peugeot acredita que 80% das encomendas para a gama 308 será para a versão SW. Esse resultado será ainda mais dominante se adicionarmos à equação a disponibilidade imediata das variantes PHEV (Híbrida Plug-In), algo já disponível durante o lançamento da nova Peugeot 308 SW em duas versões, uma de 180 cavalos e uma de 225 cavalos.

Estas versões híbridas, designadas de Hybrid 180 e-EAT8 e Hybrid 225 e-EAT8, recorrem a um motor térmico de 150 e 180 cavalos de potência, respectivamente, que é auxiliado a um motor eléctrico de 81 kW (110 cv), que por sua vez é alimentado por uma bateria de iões de lítio com 12.4 kWh de capacidade, garantindo assim à Peugeot 308 SW uma autonomia eléctrica para até 60 km, segundo o protocolo WLTP em circuito misto.

Recordamos que a nova Peugeot 308 SW está disponível com os mesmos níveis de equipamento que a versão berlina (Active Pack, Allure, Allure Pack, GT e GT Pack), bem como motorizações a gasolina (1.2 PureTech de 110 e 130 cv) e diesel (1.5 BlueHDi 130 cv), com preços que começam nos 27.000 euros. Veja agora a tabela de preços com todas as versões e motorizações, e respectivos preços, que correspondem a um diferencial de 1.100 euros face ao Peugeot 308 berlina:

Novo PEUGEOT 308 SW

PVP

Active Pack

1.2 PureTech 110 cv CVM6

27.000 €

1.2 PureTech 130 cv CVM6

27.800 €

1.5 BlueHDi 130 cv CVM6

31.100 €

HYBRID 180cv e-EAT8

39.150 €

Allure

1.5 BlueHDi 130 cv CVM6

33.500 €

1.5 BlueHDi 130 cv EAT8

35.400 €

1.2 PureTech 130 cv CVM6

30.220 €

1.2 PureTech 130 cv EAT8

32.120 €

HYBRID 180cv e-EAT8

41.350 €

Allure Pack

1.5 BlueHDi 130 cv CVM6

34.400 €

1.5 BlueHDi 130 cv EAT8

36.300 €

1.2 PureTech 130 cv CVM6

31.120 €

1.2 PureTech 130 cv EAT8

33.020 €

HYBRID 180cv e-EAT8

42.250 €

GT

1.5 BlueHDi 130cv EAT8

38.750 €

1.2 PureTech 130 cv EAT8

35.470 €

HYBRID 180cv e-EAT8

44.700 €

HYBRID 225cv e-EAT8

46.200 €

GT Pack

1.5 BlueHDi 130cv EAT8

40.800 €

1.2 PureTech 130 cv EAT8

37.520 €

HYBRID 180cv e-EAT8

46.750 €

HYBRID 225cv e-EAT8

48.250 €

Ao volante

Por se tratar de uma apresentação nacional, a Peugeot Portugal decidiu convidar os principais meios de comunicação relacionados com o mercado automóvel, tendo a MotorMais feito parte desse lote de convidados. Durante o evento, foi possível experimentar a nova Peugeot 308 SW, nas duas motorizações PHEV disponíveis na gama, durante um percurso programado, que permitiu explorar as extraordinárias capacidades deste novo modelo, não só em termos de motorização, como de conforto e comportamento dinâmico.

No primeiro ponto, a Peugeot 308 SW, tanto na variante de 180 como de 225 cavalos, revelou sempre uma elevada disponibilidade, mas onde a combinação da motorização térmica com a eléctrica resultou num funcionamento suave, linear e progressivo, correspondendo sempre a qualquer solicitação por parte do pedal de acelerador, e onde facilmente se conseguem ultrapassar os limites de velocidade.

Mesmo tratando-se de versões mais bem equipadas, do nível GT Pack com as jantes de liga leve de 18 polegadas e com quase 1700 kg de peso (devido às baterias), o comportamento dinâmico da nova 308 SW foi excelente, especialmente em modo desportivo, graças também à boa afinação da suspensão e à rápida e precisa direcção, que é auxiliada pelo volante de pequenas dimensões, já conhecido de outros modelos da marca.

Em termos de consumos, mesmo com um andamento acima do normal, estes foram abaixo dos cinco litros por cada 100 km, e que o sistema eléctrico consegue, com facilidade, superar o valor anunciado numa utilização quotidiana, especialmente em circuito urbano, onde irá tirar maior partido das constantes desacelerações e travagens no meio do trânsito.

Destaque também para o elevado conforto a bordo, não só acústico, tendo as versões ensaiadas vindo equipadas com vidros duplos à frente, como pelos excelentes estofos em couro Nappa e Alcantara “Fraxx Knit”, que são eléctricos no lado do condutor, e ao extremamente bem desenhado iCockpit, que conta com uma brilhante ergonomia, com o já referido volante compacto e um painel de instrumentos digital tridimensional, aplicado numa posição mais elevada, fazendo com que este actue quase como um Head-Up Display.

É impossível não referir a presença de um rápido sistema de infoentretenimento, composto por um ecrã táctil de 10 polegadas, associado a um segundo ecrã táctil (i-Toggles) em formato de rodapé, que gera botões de atalho rápido personalizáveis para as principais funções do sistema, como navegação, climatização, multimédia e sistema Mirror Screen, que permite usar as plataformas Android Auto e Apple CarPlay via wireless.

Por termos conduzido apenas de dia, não foi possível experimentarmos os faróis Matrix LED, de série na gama GT e GT Pack, mas foi possível vislumbrar os efeitos de iluminação dinâmica das luzes traseiras específicas também de série nas já referidas versões GT e GT Pack.

No fundo, após um dia a conhecermos a fundo a nova 308 SW, ficamos com a impressão que a Peugeot poderá facilmente conquistar aquilo que almeja ser, a referência (e lidera) em termos de carrinhas no segmento C. Uma coisa é certa, “os ingredientes certos” estão cá todos…

Deixe uma resposta