Secções

Notícias

Ensaios

Aviões

Airbus apresenta novo A380 Plus, com 80 lugares adicionais

Nas vésperas daquele que é o Festival Aeronáutico mais importante do Mundo, o Festival de Paris, a Airbus aproveitou para revelar uma nova versão do gigante dos ares, o novo Airbus A380 Plus. Este modelo destaca-se por usar uma aerodinâmica melhorada, que através do redesenho das asas e implementação de novas winglets com 4,7 metros de altura permitem reduzir em 4% o consumo de combustível face ao modelo actual.

Juntamente com as alterações da aerodinâmica, também o interior recebeu importantes melhorias, como forma de permitir, através de uma reorganização de diversos elementos, aumentar o número de lugares disponíveis em todas as classes, para um total de mais 80 lugares, sem comprometer o espaço e conforto dos passageiros. No total, o A380 Plus passa a transportar 575 passageiros, ao contrário dos actuais 497 passageiros.

Entre essas alterações internas foi fundamental o redesenho das escadas interiores de passagem para o andar superior, bem como a criação de um compartimento de descanso combinado para toda a tripulação, eliminando assim o anterior compartimento de descanso colocado junto ao cockpit no piso superior, específico para os tripulantes de navegação. Esta alteração permitiu uma redução que pode chegar aos 13% por cada assento, face ao actual A380.

Igualmente importante foi o aumento da capacidade de carga máxima para 578 toneladas, fundamental para garantir os 80 assentos adicionais, ou a possibilidade de manter o número de assentos, aumentando assim o alcance em mais 300 milhas náuticas (555 km), graças à redução de peso gerada pela reorganização interna da cabine. Em termos de manutenção, a Airbus anunciou um novo plano que permite aumentar os intervalos de intervenção, bem como nova instrumentação e sistemas de navegação, que permitem reduzir os custos dessa mesma manutenção.

Segundo John Leahy, Director de Operações da Airbus, “O novo A380 Plus é uma forma eficiente de oferecer uma solução mais económica e ao mesmo tempo com um desempenho operacional melhorado”, e que “este é o próximo passo para o nosso icónico avião, que passa assim a ser a solução para o crescente congestionamento dos grandes aeroportos, oferecendo ao mesmo tempo uma experiência única, que será cada vez mais apreciada pelos passageiros.”

Gustavo Dias