Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Conheça os anúncios de automóveis que marcaram os intervalos da Super Bowl LII

Conheça os anúncios de automóveis que foram fizeram história na noite em que nunca ninguém faz zapping durante os intervalos de mais uma edição do Super Bowl.

Embora tenhamos assistido a uma noite histórica, em que os Philadelphia Eagles conseguiram, finalmente, vencer a Super Bowl por 41-33 frente aos New England Patriots, serão os anúncios que nos ficarão na memória. Conheça aqui os anúncios a automóveis que marcaram os intervalos da Super Bowl LII:

Hyundai Kona – “Ref to the Rescue” e “Hope Detector”

Marcar um jogo de futebol (a sério, não americano) no dia da Super Bowl é como marcar uma endoscopia no dia da Final da Liga dos Campeões. Pode ser necessário, mas não faz qualquer sentido. Independentemente disso, esta foi a premissa do primeiro anúncio da Hyundai, onde tanto os país como os treinadores dos jogadores (miúdos) estavam desejosos pelo fim da partida. Felizmente o árbitro, que além de ter o bom sendo de ter um Hyundai Kona (Kauai em Portugal), teve igualmente o bom sendo de terminar a partida quanto antes, expulsando todos os jogadores só porque sim.

Já o segundo anúncio foi mais institucional, dando destaque à iniciativa de caridade da Hyundai “Hope on Wheels”, que contribuiu nos tratamentos das vítimas de cancro pediátrico. No anúncio, as pessoas que tinham um veículo Hyundai foram reencaminhadas para uma sala de “segurança”, de forma a poderem conhecer os doentes que estão a ajudar, só por terem comprado um Hyundai.

Jeep – “The Road”, “Jeep Jurassic” e “Anti-Manifesto”

A Jeep marcou presença na edição 52ª da Super Bowl, com três anúncios. O primeiro é dedicado ao renovado Jeep Cherokee, destacando as suas capacidades de todo-o-terreno, demonstrando que é quando a estrada acaba que as melhores histórias começam.

O segundo anúncio contou com a presença de Jeff Goldblum, que ao entrar no interior do jogo Jeep Wrangler, imagina como seria o resultado da histórica perseguição do Tiranossauro Rex em Jurassic Park, ao volante deste novo modelo.

O último anúncio serviu apenas para demonstrar que o Jeep Wrangler não é um automóvel normal, e como tal, não precisa de um anúncio cheio de frases feitas ou inspiracionais, apenas precisa de demonstrar aquilo para o qual foi criado, ultrapassar todos os obstáculos.

Kia Stinger – “Feel Something Again”

Este ano a Kia tem estado fortíssima com o lançamento do Stinger, razão pelo qual a Kia conseguiu juntar, num só anúncio, o vocalista dos Aerosmith, Steven Tyler, e o lendário Emerson Fittipaldi. Neste anúncio, Steven Tyler decide conduzir o Kia Stinger de forma original, em marcha atrás numa pista abandonada, e consegue, milagrosamente, viajar no tempo, regressando aos anos 70. A banda sonora foi, como seria de esperar, uma música dos Aerosmith, a “Dream One”.

Lexus LS 500 F Sport – “Long Live the King”

A Lexus aproveitou este anúncio para revalidar o apoio que a marca Premium nipónica tem com o próximo filme do universo Marvel, o Pantera Negra. Este anúncio incluiu a participação do Rei T’Challa, que consegue recuperar um pouco de Vibranium, um minério mitológico só disponível na sua terra natal, em Wakanda. Depois de recuperar o Vibranium, T’Challa conduz o seu Lexus LS 500 F Sport para uma conferência de líderes mundiais.

Mercedes-AMG C43 Coupé – “Last Fan Standing Trailer”

Embora este não seja, tecnicamente, um anúncio da Super Bowl, a Mercedes-Benz US optou por criar um trailer para um jogo que tinha como finalidade promover o Classe C, usando como tema de fundo um campo de Futebol Americano. Os utilizadores da aplicação tinham que seguir um Mercedes-AMG C43 Coupé no ecrã do seu dispositivo móvel, e o utilizador que conseguisse seguir o veículo por mais tempo, seria o vencedor. Adivinhem qual era o prémio… esse mesmo, o Mercedes-AMG C43 Coupé. Parabéns pela iniciativa, Mercedes-Benz.

Ram – “Built to Serve”, “Icelandic Vikings”

Embora a Jeep tenha fugido aos discursos motivacionais, é impossível ficar-se indiferente às palavras de Martin Luther King, que foram proferidas durante o primeiro anúncio da Ram, destacando a expressão “built to serve” (criada para servir), demonstrando toda a versatilidade da nova RAM 1500.

Já o segundo anúncio envolve Vikings da Islândia, que decidem, com a sua RAM 1500, apanhar os seus amigos ao mesmo tempo que cantam uma versão remisturada da música “We Will Rock You”, dos Queen. A pobre da RAM 1500 é, posteriormente, rebocada pelo barco Viking que os leva até aos Estados Unidos, voltando a usar a robusta pick-up para chegar até Minneapolis, para poderem assistir ao espetáculo da Super Bowl. O problema foi quando descobriram quem iria jogar, levando-os a regressar para a Islândia…

Toyota – “Good Odds”, “Mobility Anthem” e “One Team”

Tal como a Jeep, também a Toyota participou, em grande, em mais uma edição do Super Bowl, com três inspiradores anúncios. O primeiro pretendia destacar o envolvimento da marca japonesa com o Comité Olímpico e com os Jogos Paraolímpicos, usando como inspiração a história de vida da Esquiadora Paraolímpica Canadiana Lauren Woolstencroft, que já conquistou 10 medalhas olímpicas, das quais 8 são de ouro.

Com o segundo anúncio, que tem o título de “Mobility Anthem”, a Toyota revela assim o empenho que sempre incutiu nos seus princípios, em pretender ser muito mais do que um mero fabricante e vendedor de automóveis.

Por fim temos um dos anúncios mais divertidos da Super Bowl, onde um rabino dá boleia, na sua Toyota Thundra, a um padre, a um imã e a um monge, para poderem assistir a uma partida de Futebol Americano. O vídeo termina com a mensagem de que a Toyota apoia as equipas Norte Americanas que participam nos Jogos Olímpicos de Inverno e Paraolímpicos.

Gustavo Dias