Cockpit
1086 visualizações 0 comentários

Audi A4 Sport 2.0 TDI S-Line S tronic

por em 10 Outubro, 2016
 

O sucessor do Audi 80, o executivo compacto premium da Audi acaba de chegar à sua quinta geração, com o modelo designado de B9, porém este será conhecido por outro nome, Audi A4. Recorrendo à plataforma MLB do Grupo Volkswagen, o novo Audi A4 promete ser uma revolução em termos técnicos face aos modelos anteriores, embora visualmente essas diferenças não sejam assim tão significativas. Bem, pelo menos nas versões Base, uma vez que neste caso em particular, a versão Sport equipada com o pacote S-Line, o caso muda de figura, para melhor.

Se visualmente, tal como dissemos, as mudanças não são muitas, uma jogada típica da Audi, que pretende assim que o novo A4 seja facilmente identificado, este modelo dispõe de elementos estilísticos que o diferenciam, como a grelha de grandes dimensões com diversas lâminas cromadas, sistemas ópticos baseados em tecnologia LED que conferem uma iluminação excelente para quem precisar de conduzir à noite, e umas elegantes jantes de 18 polegadas que, estranhamente, não influenciaram negativamente no extremo conforto sentido a bordo deste A4, ainda para mais tendo em conta a suspensão desportiva utilizada por este modelo (versão Sport com pacote S-Line).

O recurso à referida plataforma MLB permitiu ao novo A4 ver o seu peso total reduzido em 120 kg, o que em conjunto com a nova configuração nas suspensões, bem como ao obrigatório reforço na rigidez do chassis, permitiu tornar este A4 mais dinâmico e agradável de conduzir, aproximando-o da eficácia dos seus rivais, conseguindo o impressionante feito de conseguir ser mais confortável do que estes, e estamos a falar em modelos de referência como o BMW Série 3, Mercedes Classe C, Volvo S60 e Jaguar XE.

Mantendo-se fiel ao slogan da marca (Vorsprung Durch Technik – Na Vanguarda da Técnica), o novo A4 é o modelo tecnologicamente mais avançado do segmento, dispondo de sistemas de iluminação em Xénon de série, LED (como o testado aqui) ou Matrix LED (um opcional que adoraríamos experimentar), bem como da utilização de farolins LED com luzes de mudança de direcção dinâmicas. Porém, as grandes novidades estão no habitáculo, em particular no lugar do condutor, onde poderá substituir os elegantes mostradores analógicos (que são, na minha opinião, os mais bonitos do mercado) pelo Audi Virtual Cockpit.

Esta solução já foi referida no passado, nos ensaios ao Audi TT, por exemplo, sendo composta por um enorme ecrã de 12,3 polegadas que reproduzir mostradores virtuais que são acompanhados pelo mapa do sistema de navegação, ou outras funções igualmente existentes no ecrã do sistema MMI de infoentretenimento. Esta solução, que felizmente não é muito dispendiosa (295 euros) ao custar quase o mesmo que um tablet, tem a particularidade de ser produzida na Bosch em Braga.

Além deste painel, o novo A4 conta com a presença da última geração do sistema MMI de infoentretenimento, que permite já o uso de um smartphone Apple através da tecnologia Apple CarPlay, reproduzindo os conteúdos do seu iPhone no ecrã do sistema. Se prefere o uso de equipamentos Android, a Audi promete que a solução Android Auto será suportada futuramente, mas até lá poderá usufruir de uma solução exclusiva para alguns dispositivos Android (sem recurso a uma capa específica), o sistema Audi Phone Box com carregamento de smartphones por indução.

Por fim a Audi oferece três soluções para o sistema de som, os altifalantes de origem, que já de si garantem a reprodução de um som de alta qualidade, existindo como opcional o sistema de som Audi (345 euros) e o sistema de som Bang & Olufsen (1345 euros), uma solução que se justifica para os utilizadores mais exigentes em termos de qualidade de som reproduzida.

Não posso deixar de referir que apesar da revolução interior em termos de visual, ficando o novo A4 com um visual similar ao utilizado pelo Q7 (e futuros modelos da marca), a qualidade de construção e os materiais utilizados continuam a ser a referência de mercado, ao contrário do que alguns dos seus rivais têm realizado nos últimos lançamentos. Não posso deixar de referir a presença de inúmeras soluções de assistência à condução, sendo possível cruise control adaptativo com função Stop&Go e assistente de trânsito, assumindo parcialmente a condução do veículo em trânsito lento até 65km/h de velocidade.

Em termos de motorização, a Audi decidiu manter-se fiel aos já de si eficazes motores, tendo o diesel de entrada, 2.0 TDI, nas suas diversas variantes, a versão que terá maior procura no mercado europeu. Para este caso em concreto, utilizámos a versão de 190 cavalos de potência e 400 Nm de binário, que associado à eficaz caixa S tronic de 7 velocidades, garantiu um excelente comportamento, seja em andamentos de passeio ou em andamentos mais agressivos, tirando para isso partido da configuração do Audi Select, o sistema de selecção de modos de condução. Com mais de 1000 quilómetros realizados (que incluíram percursos em Lisboa, Aveiro, Porto e Ponte de Lima), este A4 revelou ainda ser surpreendentemente económico.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ficha Técnica

Motor Prestações
Tipo Quatro cilindros em Linha Velocidade Máxima 237 km/h
Capacidade 1968 cc Aceleração (0-100 km/h) 7,7 s
Potência 190 cv (3800 rpm) Consumos (litros/100 km)
Binário 400 Nm (1750 rpm) Cidade (anunciado) 4,8
Transmissão Estrada (anunciado) 3,7
Tracção Dianteira Média (anunciada) 4,1
Caixa Manual de seis velocidades Emissões Co2 107 g/km
Chassis Preço
Dimensões (Comp. / Alt. / Larg.) 4726 / 1427 / 1842 mm Valor base €49 940
Peso 1555 Kg Valor viatura testada €61 777
Bagageira 285 – 1100 litros I.U.C. €217.35

Mais artigos para si



Detalhes
 
Marca
Combustível
Positivos

- Conforto a bordo
- Sistema de iluminação LED
- Tecnologias
- Qualidade de construção
- Motor eficaz

Negativos

- Visual exterior demasiado similar à anterior geração
- Custo dos opcionais

Pontuação Motor+
 
Design
7.0

 
Interior
9.0

 
Desempenho
7.5

 
Consumos
8.0

 
Equipamento
7.5

 
Preço
6.5

Pontuação Final
7.6

Vote
Pontuação do Leitor
 
Design
8.3

 
Interior
8.2

 
Desempenho
8.0

 
Consumos
9.5

 
Equipamento
9.2

 
Preço
6.6

Pontuação do Leitor
5pontuações
8.3

Acabou de pontuar

Resumo
 

Apesar de não ser visualmente muito diferente da anterior geração, a nova geração do A4 representa um salto significativo em termos de eficácia, tecnologia e conforto. Apesar de ser o único modelo (dentro do grupo de modelos rivais) a recorrer a um sistema de tracção dianteira, a eficácia desta combinação com suspensão desportiva surpreende pelo comportamento dinâmico, com a vantagem de ser mais confortável e eficaz em termos de consumos. Peca pelo habitual neste segmento, o preço dos opcionais, que acabam por encarecer muito o valor final da viatura.

Seja o primeiro a comentar!
 
Deixe um comentário

 

Deixe uma resposta