0 comentários

Rota da Volvo Ocean Race 2017/18 revelada

por em 30 Junho, 2016
 

A Volvo Ocean Race, que é unanimemente considerada como uma das competições mais duras e de maior prestigio à escala mundial, acaba de revelar a rota para a sua próxima edição, de 2017-2018, que irá percorrer mais de 45.000 milhas náuticas (83.340 quilómetros), atravessará 4 oceanos e 5 continentes, arranca em Outubro de 2017 e será constituída por 11 etapas, no qual se incluí a cidade de Lisboa, que será o segundo stopover desta próxima edição.

Reconhecida por ser o único evento capaz de testar as capacidades humanas e os equipamentos utilizados a condições tão extremas numa combinação entre capacidades individuais, trabalho de equipa, engenharia, capacidade tecnológica e coragem, estas são as qualidades que a Volvo Cars partilha com a competição sendo por isso que a adquiriu em 1997. “A Volvo Ocean Race é dura e tem prestigio. Assim como nós”- Håkan Samuelsson – Presidente e Chief Executive da Volvo Cars.

Para a Volvo Cars, a competição compreende não só um conjunto de valores únicos como proporciona uma excelente oportunidade para realizar um road show mundial, expondo, ao longo de 9 meses, a sua gama de automóveis nos 5 continentes. “Na última edição recebemos nas etapas mais de 2,3 milhões de visitantes e mais de 70.000 convidados corporativos. Estamos determinados em oferecer ainda mais aventura em 2017-18, fazendo com que a experiência no race village seja ainda melhor para os nossos fãs, convidados e parceiros. ” – Richard Mason – Director of Operations – Volvo Ocean Race

Conforme foi referido, Lisboa irá receber a prova pela terceira vez, sendo esta uma etapa que é unanimemente considerada por todas as equipas como uma das melhores de toda a regata. A capital portuguesa constituirá o segundo stopover sendo que, na edição deste ano será também a sede do estaleiro oficial da prova. Instalado na Doca de Pedrouços, o boatyard de Lisboa reveste-se de capital importância para a cidade pois irá assegurar um ano de stopover das várias embarcações da prova. Assim, toda a manutenção e upgrade dos barcos será feita em Lisboa, com um inevitável impacto económico na cidade.

Com início da prova marcada para Outubro, a primeira etapa ligará a cidade de Alicante (Espanha) a Lisboa, num percurso de 700 milhas náuticas (duração de 3 a 4 dias). De seguida, a prova seguirá para a Cidade do Cabo (África do Sul), num percurso de 7000 milhas náuticas (22 dias), ao qual será seguida outra dura etapa, que ligará esta cidade a Hong Kong, a 11900 milhas náuticas (32 dias), sendo depois realizada uma pequena etapa em Guangzhou, na China, mas que não contará para a pontuação da prova. A partir de Hong Kong, as embarcações irão rumo a Auckland (Austrália), num percurso de 6000 milhas náuticas (20 dias), indo de seguida para Itajaí (Brasil), durante 7500 milhas náuticas (21 dias).

Após esta etapa, as embarcações rumarão ao hemisfério norte, com Newport (EUA) a servir de próximo destino através de um percurso de 5500 milhas náuticas (19 dias). Cardiff (País de Gales) será o próximo destino, a uma distância de 3300 milhas náuticas (8 dias), ao qual se segue a casa da Volvo, Gotemburgo (Suécia), numa etapa relativamente curta de 1230 milhas náuticas (5 dias), terminando num sprint final de 520 milhas náuticas (3 dias) até Haia, na Holanda. Saiba mais sobre a prova em www.volvooceanrace.com.

Mais artigos para si