Secções

Notícias

Ensaios

Ensaios

Volkswagen Beetle Dune 2.0 TDI DSG – Uma ode aos Buggys dos anos Sessenta

O Volkswagen Beetle, o actual, é um automóvel que sobrevive por ser um modelo “bandeira” da Volkswagen, visto representar a evolução daquele que foi considerado por muitos como o melhor automóvel de sempre, o “Carocha” original. Este modelo, que recebeu recentemente uma ligeira actualização, continua a usar a plataforma mais antiga do grupo, a velhinha A5 (PQ35), a mesma usada em modelos como o Volkswagen EOS e Scirocco, Golf V e VI, Seat Leon II e Octavia II, entre outros.

Esta solução implica, face à actual plataforma modular MQB, um menor espaço a bordo para os ocupantes, bem como obriga a que o peso total da viatura seja superior ao habitual num veículo do género. Mas isso não retira mérito ao Beetle, que por usar uma solução de suspensão independente em ambos os eixos, garante um comportamento particularmente interessante, especialmente nesta nova versão especial Dune, que tenta assim inspirar-se nos clássicos Buggies dos anos 60 e 70.

Face ao Beetle tradicional, esta edição especial Dune, que só pode ser adquirida por encomenda em Portugal, recebeu uma suspensão alterada que permite aumentar a distância ao solo em 10 mm, ao mesmo tempo que recebe um ajuste na distância das vias, passando a dispor de mais 7 mm na dianteira e 6 mm no eixo traseiro. Estas alterações, em conjunto com as jantes de 18 polegadas de desenho exclusivo, garantem que o comportamento do Beetle Dune seja equiparável ao modelo normal.

This slideshow requires JavaScript.

Além das alterações mecânicas, este Beetle recebeu extensões na carroçaria em plástico, entrada de ar redesenhada, um novo spoiler traseiro, novos para-choques, novos sistemas de iluminação em Xénon com luzes diurnas em LED, listas laterais em preto e novas cores para a carroçaria, o amarelo metálico e o bronze metálico, cor utilizada neste modelo do parque de imprensa. O tejadilho poderá ser em preto, tendo neste caso em concreto recebido um agradável tecto de abrir panorâmico, um opcional de 1200 euros, facilmente justificável pelo resultado no ambiente.

Por se tratar de uma versão renovada do Beetle, este Beetle Dune recebe o novo painel de instrumentos, aqui devidamente personalizado, bem como novos sistemas de ajuda à condução e sistemas de infoentretenimento, neste caso em concreto, o Discover Media, que alia navegação, emparelhamento com dispositivos móveis e utiliza comandos de voz para facilitar a sua utilização quando estiver ao volante. Para tornar tudo ainda mais agradável, este modelo do parque de imprensa vinha equipado com o sistema de som de seis colunas da Fender, que acrescenta um sistema de iluminação ambiente com três cores distintas.

A motorização escolhida para este modelo em concreto foi o conhecido 2.0 TDI de 150 cavalos, que associado à caixa DSG de dupla embraiagem de seis velocidades, foi capaz de garantir consumos abaixo dos 6,0 litros com uma condução descontraída, embora o valor anunciado pelo computador de bordo, quando optámos pelo modo Sport tenha sido bastante superior. Apesar da maior altura ao solo e do uso de uma motorização bastante potente, a realidade é que o nome desta edição especial não é sinónimo de aventura, ou de estarmos perante um verdadeiro SUV, não sendo, como tal, aconselhável que faça grandes aventuras fora de estrada.

This slideshow requires JavaScript.

Ficha Técnica

MotorPrestações
TipoQuatro cilindros em linhaVelocidade Máxima196 km/h
Capacidade1968 ccAceleração (0-100 km/h)9,6 s
Potência150 cv (3500 rpm)Consumos (litros/100 km)
Binário340 Nm (17500 rpm)Urbano (anunciado)5,7
TransmissãoExtra-urbano (anunciado)4,4
TracçãoDianteiraCombinado (anunciada)5,0
CaixaDupla embraiagem de seis velocidadesEmissões CO2130 g/km
ChassisPreço
Dimensões (Comp. / Larg. / Alt.)4286 / 1822 / 1502 mmValor base€39 738
Peso1595 kgValor viatura testada€42 538
Bagageira310 / 905 litrosI.U.C.€252.47