Secções

Notícias

Ensaios

Publireportagem

Portugal no topo dos espectadores

O rali é um dos desportos motorizados que mais fãs atrai. O facto das provas se disputarem em troços próximos das populações torna-o um espetáculo acessível à todos, despertando paixões.

Dados estatísticos revelam que o número de espectadores das provas de rali tem aumentado na ordem dos 5%, se compararmos as primeiras dez rondas de 2017, com as de 2016.

Estima-se que os números em 2017 rondem os 3.75 milhões de espectadores. Um dos motivos que justifica este aumento é a grande emoção na disputa pela liderança da competição. Por outro lado, as máquinas são cada vez mais competitivas e mais potentes, o que equilibra a luta entre os pilotos.

A organização do Campeonato do Mundo de Rali, estima que no final das provas de Espanha, Inglaterra e Austrália, mais de 4 milhões de pessoas tenham assistido a competição.

Das 10 primeiras provas a que mais se destacou e termos de crescimento da assistência do rali foi a Itália, em que mais 59 por cento das pessoas viram a prova, seguindo-se a Suécia com mais 33 por cento

O Rali de Portugal não foge a esta tendência, e é o líder em termos de espectadores. Nos troços portugueses foram contabilizadas 950.000 pessoas a assistir a prova, testemunhando desta forma a grande paixão dos portugueses pelos ralis. A prova portuguesa garante assim a continuidade da sua participação no campeonato do mundo de ralis.

Este ano o campeonato do mundo de ralis vai ter 13 provas, e como não é de estranhar uma delas é em Portugal, entre 17 e 20 de Maio, conforme agendado pela FIA.

Novidade nesta competição é a participação da Turquia, que regressa depois de 7 anos de ausência. Entre os países anfitriões estão Argentina, México, Espanha, Grã-Bretanha e Itália. A Prova tem inicio em janeiro em Monte Carlo e termina na Austrália em novembro. Regista-se a ausência da Polónia, que foi excluída das provas pelo persistente comportamento impróprio do público que assiste as provas.

O campeonato do mundo de rali de 2018 será, segundo o director Oliver Ciesla “uma mistura atraente de tradição e história do WRC, sob a forma de traçados clássicas como a Suécia, a Argentina e a Finlândia, aliado a um regresso à Turquia”. Também este ano, os pilotos preparam-se para disputar o titulo em troços de gravilha, asfalto, neve e gelo.

Está mais que provado que quando falamos de viver emoções e da adrenalina de uma competição, os portugueses são os primeiros. O Estoril Sol Casinos Online, quer oferecer aos portugueses em geral a oportunidade de viver ao máximo as emoções através do seu site de apostas online.

MotorMais