Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

A Nissan espera vender 1 milhão de automóveis electrificados anuais em 2022

De acordo com o plano de médio prazo Nissan M.O.V.E 2022, o fabricante nipónico espera conseguir evoluir as tecnologias disponíveis para reforçar a liderança do mercado em automóveis eléctricos, expansão da condução autónoma e prestação de serviços de mobilidade.

A Nissan Motor acaba de revelar os seus planos de médio prazo, Nissan M.O.V.E. 2022, no qual revelam uma maior aposta em automóveis electrificados, expansão e evolução de sistemas de condução autónoma e aceleração na conectividade dos seus automóveis. Entre estes objectivos, a Nissan pretende atingir vendas de 1 milhão de automóveis electrificados, ou seja, totalmente eléctricos ou com motorização Nissan e-POWER (motor eléctrico com motor de combustão gerador de energia), no seu ano fiscal de 2022.

Por culpa do plano M.O.V.E. 2022, a Nissan irá desenvolver e lançar oito novos automóveis puramente eléctricos, com base no sucesso do novo Nissan Leaf, lançamento de modelos eléctricos sob diferentes marcas só para o mercado Chinês, um mini-veículo “kei” eléctrico no Japão, um Crossover eléctrico global inspirado no concept Nissan IMx, electrificar os novos modelos da Infiniti a partir de 2021, equipar 20 modelos em 20 mercados com tecnologia de condução autónoma e alcançar total conectividade entre todos os novos automóveis Nissan, Infiniti e Datsun vendidos nos principais mercados, até ao final do plano.

Para Philippe Klein, Director de planeamento da Nissan: «A nossa estratégia de produto e tecnologia está alinhada para posicionar a Nissan na liderança da evolução do automóvel, da tecnologia e do negócio da indústria automóvel. Os nossos esforços estão focados na materialização da Mobilidade Inteligente da Nissan, englobando os três elementos centrais da electrificação: condução autónoma, conectividade e novos serviços de mobilidade».

Como parte da estratégia de electrificação, Klein anunciou que a Nissan lançará uma ofensiva de produtos na China, liderada por um novo automóvel eléctrico do segmento C ainda este ano, utilizando a tecnologia do Nissan LEAF. A ofensiva do produto também incluirá um EV acessível através da joint-venture da Aliança na China, a eGT New Energy Automotive. Este novo automóvel eléctrico acessível será desenvolvido em conjunto pela Aliança e pela Dongfeng com base numa plataforma de SUV do segmento A.

A tecnologia e-Power da Nissan, actualmente utilizada no Nissan Note e Nissan Serena no Japão, e que conta já para dois terços das vendas face às motorizações tradicionais, será expandida para outros modelos e outros mercados. Esta solução será fundamental para que os veículos electrificados (totalmente eléctricos e e-Power) contabilizem um total de 40% das vendas em veículos novos no Japão e na Europa até 2022, e 50% até 2025. Para os EUA, a expectativa é menor, ficando-se entre os 20 a 30% até 2025, e entre 35 a 40% para a China.

Gustavo Dias