Secções

Notícias

Ensaios

Publireportagem

Portugal em grande destaque no rali mundial

Source: Wikimedia

Logo no início de Janeiro algumas etapas regressaram e voltaram a agitar o mundo dos ralis. O primeiro grande evento do ano para os fãs de rali foi o tradicional Rally Dakar, que festeja a 40ª edição. Tradicionalmente sediado na Europa e África, o rali deste ano foi disputado na América do Sul, pela 10ª vez consecutiva. Em Janeiro o Peru, a Bolívia e a Argentina foram a casa do Rally Dakar.

Esta edição é a última da Peugeot no evento. A empresa francesa dominou nos últimos anos com duas vitórias seguidas de Stéphane Peterhansel. “Não foi uma surpresa porque é um pouco o ritmo normal da vida de um construtor em uma competição”, disse o director do rali Etienne Lavigne que não está surpreso sobre a decisão da Peugeot.

O calendário oficial do WRC [World Rally Championship], que é um dos circuitos mais importantes do mundo, teve a etapa inicial no Mónaco, entre os dias 25 a 28 de Janeiro. Lugar perfeito para arrancar a época do WRC, o Mónaco é conhecido por ter uma óptima relação com diversas modalidades e um lugar rico e que abraça o desporto.

A segunda etapa do WRC aconteceu logo depois, entre os dias 15 e 18 de Fevereiro na Suécia. Este foi o único rali disputado na neve no calendário de 2018 do WRC.

Também em Fevereiro teve início o Campeonato Nacional de Ralis de 2018, num calendário muito parecido com o disputado no ano passado. A primeira etapa foi em Fafe, no Rali Serras de Fafe, entre 18 e 19 de Fevereiro.

A prova arrancou em Fafe, seguida de seis provas especiais de classificação, numa dupla passagem por Lameirinha, Luilhas e a Super Especial Stage – Fafe Street. No dia seguinte, o derradeiro dia de prova, teve mais seis especiais, passando por Montim, Ruivães/Confurco e Gontim, terminando com a cerimónia oficial do pódio, novamente em pleno centro da cidade de Fafe.

Miguel Barbosa liderou o primeiro dia do Rali Serras de Fafe, depois de ter mantido uma luta animada com Ricardo Moura, que acabou por vencer a prova. O piloto açoriano venceu as duplas passagens por Montim e Ruivães/Confurco.

O Rali Serras de Fafe foi pontuável para o Campeonato de Portugal de Ralis; Troféu Europeu de Ralis; Troféu Ibérico de Ralis; Campeonato Norte de Ralis e Taça FPAK de Ralis.

Já em março o WRC continua, só que na América com a etapa de Guanajuato, no México. O terceiro evento da competição será entre os dias 8 e 11. O rali mexicano entrou em disputa no circuito em 2004. A etapa terá o regresso do nove vezes campeão Sébastien Loeb, que retorna ao carro da Citroën junto a Daniel Elena. Loeb começará apenas nessa etapa para ter tempo de participar no Rally Dakar.

Quanto à etapa do WRC em Portugal, esta será apenas em Maio, entre os dias 17 e 20, disputado no norte do país. A edição será a 12ª seguida, após ter regressado ao circuito em 2007.

Em Março arranca também o Campeonato FIA da Europa de Ralis com o Azores Airlines Rally. O circuito começa nos Açores, em São Miguel, entre 22 e 24 de Março e termina com o Rally Liepaja, que se realiza entre 12 e 14 de Outubro.

“Estamos muito entusiasmados por anunciar alguns factos preliminares sobre o calendário para 2018 e muito ansiosos pela divulgação do calendário completo da próxima temporada. Iniciar o FIA ERC nos Açores em Março foi um grande sucesso e estamos muito contentes por poder continuar a sustentar o nosso sucesso dessa forma, assegurando que esta época desportiva arranca da melhor forma, num dos mais espetaculares eventos do calendário”, afirma em entrevista Jean-Baptiste Ley coordenador geral do ERC (European Rally Championship).

Com eventos de destaque em Portugal, nos países próximos e também na América, o calendário dos ralis está cheio de grandes eventos. Para quem gosta dos desportos motorizados, o entretenimento começou logo na primeira semana de 2018 e vai prolongar-se até Novembro, com a última prova a ser disputada na Austrália.

MotorMais