Secções

Notícias

Ensaios

Desporto

Max Verstappen vence GP da Áustria em Fórmula1

Max Verstappen obtém a primeira vitória da época em "casa", ao vencer o Grande Prémio da Áustria, terminando à frente dos dois pilotos da Ferrari. Já a Mercedes-AMG teve um GP para esquecer, com um erro na ida para as boxes de Hamilton, e pela desistência de ambos os pilotos com problemas mecânicos.

Depois de no fim de semana passado ter revelado estar de volta à sua melhor forma, o jovem piloto Holandês regressou agora às vitórias, ao vencer o Grande Prémio da Áustria, no Red Bull Ring. Esta vitória, como seria de imaginar, foi muito celebrada pela equipa e pelos adeptos, que encheram as bancadas, mas também por Verstappen, já que foi a sua primeira vitória em 2018.

A mesma sorte não aconteceu ao seu companheiro de equipa, tendo Daniel Ricciardo abandonado com problemas no sistema de escape do seu monolugar. A prova também não correu da melhor forma para a Mercedes, com Valtteri Bottas, que tinha partido à frente, a desistir com um problema na caixa de velocidades.

Esta desistência obrigou ao accionamento de um Safety Car Virtual, situação essa que não foi aproveitada pela Mercedes para que Lewis Hamilton pudesse aproveitar para ir às boxes, levando-o a perder lugares quando finalmente saiu das boxes, na volta 25. Como se isso não bastasse, Hamilton acabou por abandonar a prova com problemas de pressão de combustível no seu monolugar.

Quem aproveitou a situação da melhor maneira foi a Ferrari, que conseguiu terminar no pódio com Raikkonen no segundo lugar, e Vettel no terceiro, tendo este conseguido recuperar do mau arranque de corrida, que o levou a cair para o oitavo lugar. Destaque ainda para Haas, com Romain Grosjean e Kevin Magnussen a terminarem em 4º e 5º lugar, Force India com Esteban Ocon e Sergio Perez a terminar em 6º e 7º lugar, e Fernando Alonso, que terminou a prova em 8º lugar, depois de ter arrancado na 17ª posição.

Através destes resultados, Sebastian Vettel (146 pontos) regressa à liderança do campeonato com um ponto a mais que Hamilton (145), tendo Raikkonen (101 pontos) aproveitado a desistência de Ricciardo (96 pontos) para conquistar a terceira posição do mundial de pilotos. Verstappen (93 pontos) fica assim a três pontos do seu companheiro de equipa, e mais um que Valtteri Bottas (92) da Mercedes. Em termos de construtores, a Ferrari volta a liderar com 247 pontos, seguida pela Mercedes com 237 e Red Bull Racing, com 189 pontos.

Gustavo Dias