0 comentários

Resultados financeiros da Nissan disparam

por em 13 Agosto, 2015
 

A Nissan acaba de anunciar um rendimento líquido de 152,8 mil milhões de ienes (1,1 mil milhões de euros) no primeiro trimestre do seu ano fiscal de 2015 (que começou a 1 de Abril de 2015), um crescimento de 36,3% face a igual período de 2014.

A empresa apresentou receitas líquidas de 2,90 biliões de ienes, um aumento de 17,6% em comparação com 2,47 biliões de ienes há um ano. O lucro operacional foi de 193,7 mil milhões de ienes, representando um aumento de 58% relativamente ao valor anterior de 122,6 mil milhões de ienes. O rendimento líquido foi de 152,8 mil milhões de ienes, um aumento de 36,3% em comparação com o valor de 112,1 mil milhões de ienes no ano anterior.

As vendas da Nissan neste primeiro trimestre aumentaram 4,4% num mercado global que aumentou 1,5%. A quota de mercado cresceu para 5,9%, sendo que no ano anterior era de 5,7%. A empresa vendeu 1.294.000 veículos durante o período em análise.

“A Nissan garantiu resultados financeiros sólidos nos primeiros três meses do ano fiscal, principalmente devido à forte procura pelos nossos produtos chave na América do Norte e na Europa”, afirmou Carlos Ghosn, Presidente e Ceo da Nissan. “Fruto da nossa ofensiva contínua de produtos, dos benefícios da nossa Aliança estratégica e da disciplina permanente com os custos, a Nissan está no caminho certo para cumprir as suas metas financeiras anuais”.

A Nissan continuou a beneficiar das fortes vendas de modelos construídos sobre a plataforma CMF (Família de Módulo Comum), desenvolvida pela Aliança: o Qashqai, o Rogue e o X-Trail. A Nissan terminou ainda este período como marca asiática mais vendida na Europa.

No primeiro trimestre, a Nissan manteve também a sua liderança global nas Zero Emissões. O total de vendas desde o lançamento do totalmente elétrico Nissan LEAF ultrapassou as 184.000 unidades e a empresa continuou a expandir a sua presença em veículos comerciais elétricos com a e-NV200.

A Nissan reafirmou a sua previsão de vendas globais para o ano fiscal de 2015. Com vários novos modelos a ser lançados, incluindo a pick-up Titan nos EUA e o sedan Lannia na China, a empresa espera vender 5,55 milhões de unidades este ano fiscal, um aumento de 4,4% e o equivalente a uma quota de mercado global de 6,5%.

A Nissan manteve também as suas previsões financeiras apresentadas na Bolsa de Valores de Tóquio em Maio de 2015, calculadas com o método de contabilidade de equidade para o ano fiscal que termina a 31 de Março de 2016:

Mais artigos para si