Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Mercedes revela Classe A L Limousine

A Mercedes-Benz apresentou no Salão Automóvel de Pequim uma versão limousine do novo Classe A, que será produzida exclusivamente para o mercado chinês, mas será criada uma versão destinada aos restantes mercados, que deverá chegar no segundo semestre de 2018.

A família de modelos compactos da Mercedes-Benz acaba de receber uma nova versão, o novo Classe A L Limousine, que foi apresentado recentemente no Salão Automóvel de Pequim. Este modelo diferencia-se do Classe A de cinco portas pelo significativo crescimento na distância entre eixos, que supera os 6 cm, requisito muito procurado no mercado Chinês. Esta versão será produzida na Beijing Benz Automotive Co, uma joint venture criada pela Daimler e a BAIC Motor.

Isto não significa que este modelo seja um exclusivo para o mercado chinês, visto o fabricante alemão ter desenvolvido uma versão ligeiramente alterada para os restantes mercados globais, mais compacto, mas que partilhará o design e todas as funcionalidades e características deste modelo. Recorrendo à plataforma MFA2, este Classe A Limousine contará ainda com a integração de sistemas de assistência à condução derivados do Classe S.

Igualmente presente estará o já conhecido sistema de informação e entretenimento MBUX (Mercedes-Benz User Experience), com controlo inteligente por voz, que permite não só actuar perante os sistemas de informação e entretenimento, como nos sistemas do próprio veículo, como a cortina do tejadilho, ou a cor do sistema de iluminação ambiente. O sistema conta ainda com dois ecrãs digitais, um para a instrumentação e outro, táctil, para controlar todos os parâmetros do veículo.

Visualmente este modelo tenta integrar as novidades estilísticas lançadas com o novo Classe A, como a nova frente com ópticas horizontais, grelha com padrão diamante, e farolins traseiros bipartidos. A introdução desta versão, que irá ocupar o espaço do anterior CLA, rivalizando assim directamente com modelos como o Audi A3 Limousine, não implica a descontinuação deste modelo, que será posteriormente actualizados para subir de segmento, rivalizando-se assim de modelos como o BMW Série 4 Grand Coupé e Audi A5.

Gustavo Dias