Secções

Notícias

Ensaios

Notícias

Mercedes-Benz Cars conquista um novo recorde de vendas durante o ano de 2019

Seguindo a tendência dos últimos anos, a Mercedes-Benz Cars voltou a registar, durante 2019, mais um ano recorde, com o melhor resultado de sempre, não só em unidades como em quota de mercado. Com um total de 20.632 unidades, Mercedes-Benz e Smart, só a marca da estrela conseguiu um total de 16.561 unidades vendidas, o que representa um crescimento de 0,6% face ao resultado obtido em 2018. Este resultado permitiu conquistar uma quota de mercado de 7,4%, uma das maiores a nível Europeu, que lhe permitiu manter a posição de terceira marca mais vendida em Portugal, logo a seguir à Renault e Peugeot.

Também a Smart registou um ano recorde, ao conseguir comercializar 4.072 unidades, o que corresponde a uma quota de mercado de 1,8%, igualando assim a maior quota de mercado do Mundo, com o mercado italiano, também ele com 1,8%. Este resultado, embora muito satisfatório, poderá ter um sabor “agridoce”, uma vez que 90% das unidades vendidas (3.664 unidades) utilizam motores de combustão, solução essa que deixará de fazer parte do catálogo da Smart, que é, desde 1 de Janeiro de 2020, uma marca 100% eléctrica.

Entre os modelos Mercedes-Benz mais procurados, esteve o novo Classe A, com um total de 7.001 unidades vendidas, representando só por si 42% do total das vendas da marca em Portugal. A restante família de modelos compacto, como o Classe A Limousine, Classe B, CLA e GLA, contribuiu para 20% do total das vendas da marca, com 3.390 unidades vendidas. A gama C, com o Classe C Limousine, Station, Coupé, Cabriolet e GLC somaram 3.170 unidades, o que corresponde a 19% do total das vendas, tendo a Classe C Station sido o segundo modelo mais vendido da Mercedes-Benz em Portugal, logo atrás do Classe A compacto.

A família Classe E, que incluiu ainda os recém-renovados GLE e GLE Coupé, bem como o CLS, contabilizou um total de 1.966 unidades, representando 12% do total de vendas. Já o Classe S contou com 104 unidades comercializadas, de um total de 284 unidades para o segmento de topo, no qual se incluem o GLS, G e AMG GT. Relativamente à gama Mercedes-AMG, esta registou um forte crescimento, de 57,1%, graças a um total de 322 unidades vendidas, ao qual contribuiu o novo AMG GT de 4 portas com 106 unidades comercializadas.

Para 2020, a Mercedes-Benz Cars aposta na electrificação, tendo Pierre-Emmanuel Chartier, Presidente da Mercedes-Benz Portugal, anunciado que esperam um em cada três unidades vendidas sejam Plug-In ou Eléctrica. Para tal a Mercedes-Benz aposta numa forte ofensiva de modelos electrificados, como o Classe A (compacto e Limousine) 250e, CLA 250e, Classe B 250e, GLA 250e, Classe C (Limousine e Station) 300e e 300de, GLC (SUV e Coupé) 300d e 300de, Classe E (Limousine e Station) 300e e 300de, GLE (SUV e Coupé) 350e e 350de, Classe S 560e e AMG GTe, bem como o SUV totalmente eléctrico EQC.

2020 espera igualmente importantes novidades em termos de lançamentos, com a chegada dos já anunciados GLB e GLA, restyling do GLE Coupé e da gama Classe E (Limousine e Station), bem como do novo Classe S, previsto para o final de 2020. Na gama Mercedes-AMG, espera-se a chegada de modelos como o GLE 53 Coupé, A45 e A45 S, bem como do CLA 45 e 45 s. Mais tarde chegará o GLA 45/45s, bem como o GLE 63/63 S Coupé. Por fim teremos a chegada do AMG GT Black Series, e a versão mais radical do AMG GT 63 S de quatro portas. Quanto à Smart, este receberá um importante restyling, como novo visual, novas ópticas totalmente em LED e uma simplificação de toda a gama, que passa a estar disponível em três modelos (ForTwo Coupé, ForTwo Cabrio e ForFour) e três linhas de equipamentos (Passion, Pulse e Prime).